CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Educadora parental dá dicas para ajustar o sono do bebê

Saiba como ensinar a criança a pegar no sono sozinha e ter noites mais tranquilas

Por Da Redação 31 Maio 2022, 09h31

Assim como a alimentação, o sono é uma necessidade vital para o bom desenvolvimento do bebê. E não é para menos: é durante ele que acontecem processos importantes, como a maturação, a consolidação da memória e atenção, a modulação do sistema imunológico e a liberação de hormônios importantes de crescimento. No entanto, fazer crianças pequenas dormirem bem nem sempre é fácil, e é preciso mais do que só passar uma noite toda sem chorar para um descanso adequado. Vamos juntas saber mais sobre o tema?

Segundo a Educadora Parental Paloma Silveira Baumgart, é necessário estabelecer uma rotina para que a criança durma bem durante a noite, mas sem se esquecer das sonecas diurnas, essenciais até os 2 anos de idade, que devem variar de 40 minutos a uma hora e meia (elas vão ficando mais longas, mas em menor quantidade ao longo do dia). “Um bebê que possui uma rotina, seguindo os mesmos horários todos os dias, variando no máximo de cinco até quinze minutos para mais ou para menos, tem grandes chances de conseguir ter uma boa noite de sono sem que tenha os despertares noturnos”.

Rotina: a sua grande aliada

“Durante o sono, nosso corpo trabalha bastante, servindo como um reparador. É neste momento em que ocorre a liberação dos hormônios de crescimento, sendo uma necessidade vital para o ser humano. Além disso, tem uma grande função ajudando na imunidade do bebê. Uma criança com rotina tende a crescer mais segura, pois sabe tudo que irá acontecer, como por exemplo o horário em que vai comer, tomar banho, mamar, entre outras coisas. Rotina é um presente que uma mãe pode dar a um filho, só tem benefícios”, detalha.

Para que as noites bem dormidas se tornem realidade, a especialista defende que os pais devem ensinar os bebês as dormirem sozinhos desde cedo. “Todos nós temos ciclos de sono, a diferença é que quando acordamos durante a noite, conseguimos voltar a dormir. Com os bebês, quando eles despertam, precisam de ajuda e por isso choram. Precisamos ensina-los a dormirem sozinhos, sem ajuda de um indutor externo, para que quando ele acorde ao final de um ciclo, consiga voltar a dormir. Se a criança é “ninada” no colo, dorme mamando, entre outros hábitos, acaba se acostumando a dormir somente com uma ajuda externa”.

Mas, afinal, como fazer isso e aguentar aqueles dias em que a criança chora sem conseguir pegar no sono? Mesmo sendo difícil, a especialista reforça que é importante colocar a criança no berço sempre no mesmo horário, e ainda acordada, para que ela comece a adormecer sem a ajuda dos pais.  “Um bebê precisará em média de três a sete dias para aprender a dormir sozinho. É cansativo, pois precisamos ficar atentos e fazer intervenções, entrando várias vezes no quarto. Não é para deixá-lo chorando por mais de 3 minutos, mas entrar e sair até que ele aprenda”, conta. Uma boa pedida é criar uma rotina de calma, iniciando com o banho cerca de uma hora antes do estipulado para dormir, mantendo o ambiente relaxante e livre de grandes estímulos.

 

Continua após a publicidade

Publicidade