Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Chás de camomila e erva-doce aliviam a ansiedade e diminuem a gula

O hábito de tomar chás de camomila e erva-doce diminui a ansiedade e ajudou Viviani a eliminar 93 kg. As bebidas minimizam as chances de você atacar guloseimas ou fazer um prato muito grande e colocar a dieta em risco.

Por Redação M de Mulher - Atualizado em 15 jan 2020, 04h34 - Publicado em 29 Maio 2014, 21h00

Viviani de Oliveira, 29 anos, auxiliar de produção, de Jaboticabal, SP, tem 1,65 m e foi dos 150 kg para os 57 kg.
Fotos: Guto Seixas // Arquivo pessoal

“Tenho pena da Vivi… Por que ela não emagrece?” Esse foi o comentário feito por uma amiga da minha mãe que não me via há um tempão. Acho que ela se assustou com os meus 150 kg. Não liguei na hora. Fiz uma cara de: “Ai, que saco, por que cuidam tanto da minha vida?” Mas fiquei com aquilo na cabeça. E não foi por alguns minutos, não: fiquei matutando dia e noite, por seis dias. Eu sabia que as pessoas não aprovavam o meu peso, mas nunca tinha ouvido alguém dizer que tinha dó de mim. Afinal, eu nem achava o meu peso tão anormal assim. Sei lá, acho que a minha mente me enganava, eu não me enxergava tão imensa. Só que aquele comentário da amiga da minha mãe mexeu comigo. Comecei a analisar o meu estilo de vida, a minha saúde… Eu respirava muito mal, estava sempre ofegante e cansada. Não conseguia andar, só saía se fosse de carro. Além disso, aparentava ser bem mais velha do que sou. Esse choque de realidade me fez despertar. Naquele dia de novembro de 2011, cheguei para a minha mãe e disse, com a maior convicção: “É hoje! Vou começar uma dieta!”


Nem a pressão altíssima me fez querer emagrecer


A minha alimentação na adolescência era terrível: lanches enormes, refrigerantes, muito doce… Só queria saber de porcaria! Comecei a engordar aos 13 anos e, aos 15, já pesava 83 kg. Como nunca fui alvo de chacota na escola por causa do meu peso, nem ligava. A minha mãe também nunca pegava no meu pé.

Os anos foram passando, e eu fui só piorando. Pedíamos pizza em casa, e a minha mãe comia dois pedaços: o resto era meu. Acabava com uma caixa de bombons em um dia. O prato de arroz com feijão era uma montanha.

Aí, com 19 anos, tive que fazer uma cirurgia para tirar pedras na vesícula. Precisei consultar um médico e encarar uma balança. Os ponteiros indicaram 113 kg! E você pensa que me abalei? Que nada, a minha reação foi zero! Como nessa época eu namorava, não tinha problema de autoestima.

Só que, durante a cirurgia para a retirada das pedras, minha pressão, que já era um pouco mais alta do que o normal, explodiu: 24 x 19. O médico disse que o sobrepeso era um dos responsáveis por isso, mas eu não quis saber de emagrecer.

Esse episódio deveria ter servido de lição para eu me livrar da obesidade, mas, depois da cirurgia, mantive a minha vida sedentária e comilona. Aí, claro, continuei engordando. Quando completei 27 anos, oito anos depois, já tinha acumulado mais 37 kg!


Já no primeiro mês, emagreci 10 kg!


Foi quando coloquei na cabeça que iria emagrecer para não sentirem mais pena de mim! Comecei a dieta pertinho do fim do ano e estava tão decidida que não dei nenhuma escorregada nas festas! E aí acabei contagiando a minha mãe. A dona Aparecida começou a me acompanhar na dieta, e isso facilitou muito a minha vida, pois ela parou de trazer gordices para casa.

Pesquisei tudo pela internet e fui criando um cardápio saudável para mim. Passei a me alimentar a cada três horas e cortei muita coisa que estava acostumada a comer: carne vermelha, arroz, pão, massa, açúcar e refrigerante. Apostei no iogurte desnatado, no frango e no peixe grelhados, na laranja, na salada de folhas e legumes e na barrinha de cereal light quando batia aquela vontade de comer algo mais docinho.

Logo no primeiro mês, emagreci 10 kg! Aquilo me impulsionou e me deu ainda mais força para dizer NÃO a tudo o que me ofereciam de comida gorda.


Nunca me permiti dar uma escorregada sequer


Só que tinha uma coisa que podia colocar tudo a perder: a minha ansiedade. Por causa dela, eu sentia vontade de comer o tempo todo e ainda não tinha um pingo de sono à noite. Aí, vi na internet que alguns chás poderiam resolver esse problema e, de quebra, me ajudariam com a retenção de líquido. Eu estava com 140 kg e muito inchada!

Escolhi os chás de camomila e erva-doce. Tomava três xícaras toda noite depois de jantar. Eles me davam a sensação de barriga cheia, e eu não atacava mais nada antes de dormir. Com o tempo, fui dormindo cada vez melhor.

Continua após a publicidade

Depois de cinco meses, eu já tinha emagrecido 50 kg. Isso mesmo: uma média de 10 kg por mês! Aí, além de manter a alimentação balanceada, passei a fazer duas horas de academia todos os dias. Demorei um ano e sete meses para emagrecer 88 kg e nunca – jamais! – me permiti aquele: “Ah, só hoje pode…” E o esforço valeu cada quilo perdido! É muita alegria!


A minha mãe entrou na dieta e emagreceu comigo!

 

Aí, em agosto do ano passado, em uma quermesse, reencontrei a amiga da minha mãe que fez aquele comentário sobre o meu peso. Ela não me via desde aquele dia. Quando vi a Adair, comprei uma rosa para ela e fui agradecer. Contei como tudo aconteceu e disse que ela era a grande responsável por aquela nova Viviani diante dela. Muito impressionada, a amiga da minha mãe perguntou se eu guardava mágoa dela por causa daquele comentário. “Jamais!”, respondi. É só olhar para mim agora: visto manequim 36, ando sempre produzida, sou uma pessoa muito mais forte e feliz. Só tenho gratidão!

E a minha mãe, que me acompanhou nessa jornada, também emagreceu. Foram 20 kg a menos! Sinto o maior orgulho!

Neste ano, perdi mais 5 kg, mas foi pela correria no trabalho. Não quero emagrecer mais, não, só manter. Já me sinto ótima! Até hoje, não acredito que dei conta de tudo isso: perdi 93 kg na raça, sem remédios nem cirurgia! Me olho no espelho e me peso todo santo dia… Parece que estou vivendo um sonho!

Cardápio inserido
div#cardapio_wrap div,div#cardapio_wrap span,div#cardapio_wrap div#cardapio_wraph1, div#cardapio_wraph2, div#cardapio_wraph3, div#cardapio_wrap p, div#cardapio_wrap a, div#cardapio_wrap em, div#cardapio_wrap img,
div#cardapio_wrap strong, div#cardapio_wrap b, div#cardapio_wrap u, div#cardapio_wrap i, div#cardapio_wrap center, div#cardapio_wrap table, div#cardapio_wrap tr, div#cardapio_wrap td{margin:0;padding:0;border:0;font-size:100%;font:inherit;vertical-align:baseline;}
body{line-height:1;}
table{border-collapse:collapse;border-spacing:0;}

div#cardapio_wrap{font-family:Arial,sans-serif;overflow:hidden;width:620px;}
div#cardapio_wrap div#cardapio_header{background-color:#404042;display:table;height:38px;text-align:center;text-transform:uppercase;width:100%;}
div#cardapio_wrap div#cardapio_header span{color:#fff;display:table-cell;font-size:18px;font-weight:bold;vertical-align:middle;}
div#cardapio_table{display:table;overflow:hidden;width:620px;}
div#cardapio_table div.cardapio_column{background-color:#f6f6f6;display:table-cell;padding-bottom:20px;vertical-align:top;width:205px;}
div#cardapio_table div.cardapio_column.middle{border-left:2px solid #fff;border-right:2px solid #fff;background-color:#eeeeee;margin:0 2px;width:206px;}
div#cardapio_table div.cardapio_column div.cardapio_item{float:left;width:204px;}
div#cardapio_table div.cardapio_column div.cardapio_item h3{color:#000;display:block;font-size:14px;font-weight:bold;letter-spacing:0px;margin:15px 0 11px;text-align:center;text-transform:uppercase;width:100%;}
div#cardapio_table div.cardapio_column.bottom div.cardapio_item h3{margin-top:0;}
div#cardapio_table div.cardapio_column div.cardapio_item p{color:#6f6f6f;display:block;font-size:13px;line-height:19px;margin:0 auto;width:90%;}
div#cardapio_table div.cardapio_column div.cardapio_item h4{color:#6f6f6f;display:block;font-size:13px;font-weight:bold;margin:15px auto 0;text-align:left;width:90%;}

@media only screen and (max-width: 620px), only screen and (max-device-width: 620px){
div#cardapio_table,div#cardapio_wrap{width:100%;}
div#cardapio_table div.cardapio_column{background-color:#fff;display:block;float:left;margin:0 0 3px;padding-bottom:0;width:100%;}
div#cardapio_table div.cardapio_column.middle{background-color:#fff;display:block;margin:0 0 3px;width:100%;}
div#cardapio_table div.cardapio_column.middle div.cardapio_item{background-color:#eeeeee;}
div#cardapio_table div.cardapio_column div.cardapio_item{background-color:#f6f6f6;float:left;padding-bottom:20px;width:100%;}
div#cardapio_table div.cardapio_column div.cardapio_item h3{margin:15px auto 11px;text-align:left;width:90%;}
}

br.clear{clear:both}

O cardápio de Viviani

Café da manhã

7 unidades de torrada integral + 1 colher (sopa) de manteiga light + 300 ml de leite desnatado + 50 ml de café + 1 barrinha de cereal light

Dica da nutricionista:

Tem muito carboidrato, e falta cálcio. O ideal seria: de 2 a 3 torradas integrais + 1 colher (sopa) de requeijão light ou creme de ricota ou de cottage + 1 copo de leite desnatado + café + 1 fruta (½ mamão papaia ou 1 banana ou pera pequena).

Almoço

4 colheres (sopa) de arroz integral, preparado com legumes (cenoura, vagem, tomate, milho, ervilha e brócolis) + salada de folhas à vontade+ 1 filé (pequeno) de frango ou peixe grelhado +1 fruta ou 150 ml de gelatina zero

Continua após a publicidade

Jantar

Salada de frutas feita com 2 bananas, 1 maçã, 2 fatias de melão, 170 g de iogurte natural e 30 g de cereal de milho

Dica da nutricionista:

Nem todo mundo gosta desse tipo de alimentação no jantar. Indico o sanduíche natural com 2 fatias de pão de fôrma integral com alface, tomate, 2 fatias de queijo branco e 1 fatia de peito de peru.

Ceia

900 ml de chá de camomila ou erva-doce

Dica da nutricionista:

Cuidado: esse volume de chá pode causar o efeito contrário e fazer você passar a madrugada toda indo ao banheiro. Fracione o consumo de chá ao longo do dia. Na ceia, não tome mais do que uma quantia de 150 a 200 ml.

(Cód. Conteúdo: 784512)

 

Chás antiansiedade para espantar a gula e desinchar

 
Viviani contou com o valioso auxílio dos chás de camomila e erva-doce para intensificar seu emagrecimento. A nutricionista Roseli Ueno indica os principais benefícios dos chás calmantes na luta contra a balança:

· Controlam a ansiedade, diminuindo as chances de você atacar as guloseimas ou fazer um prato maior do que deve.
 
· Como têm efeito calmante, melhoram a qualidade do sono, afinal, o sono ruim favorece o aumento de massa gorda.
 
· O chá de erva-doce tem função digestiva. Isso melhora o funcionamento do organismo e favorece o emagrecimento.
 
Chá de camomila com maçã

Ingredientes
400 ml de água + 1 maçã pequena + 1 sachê de chá de camomila

Modo de fazer
Ferva a água com a maçã em pedaços e com casca por 15 minutos. Desligue o fogo e adicione o sachê de chá de camomila. Espere de dois a três minutos e tome em seguida.
 
Chá de erva-doce com abacaxi

Ingredientes
400 ml de água + 1 rodela de abacaxi + 1 sachê de chá de erva-doce

Modo de fazer
Ferva a água com o abacaxi picado e descascado por 15 minutos. Siga o mesmo procedimento do chá de camomila com maçã.
 
Quanto e quando consumir

A nutricionista recomenda o consumo de até quatro xícaras de chá por dia cerca de 600 ml. Beba ao longo do dia para ajudar no controle da ansiedade, em todas as refeições. “Tomar tudo de uma vez não faz o benefício ser potencializado”, enfatiza Roseli. Segundo ela, não há contraindicação para o consumo dessas ervas.

Publicidade