Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Rachel Jordan

Referência no mercado de consultoria de imagem, Rachel Jordan é especialista em comportamento profissional e atua como consultora, mentora e palestrante para empresas e pessoas que desejam desenvolver suas habilidades emocionais e alavancar a carreira. Co-autora do Livro À Sua Moda – 4Talks, Rachel também ministra cursos e workshops na área
Continua após publicidade

Entenda por que praticar o reuso de roupas é uma atitude responsável

A indústria têxtil ainda é uma das que mais polui e agride o meio ambiente

Por Rachel Jordan Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
29 set 2022, 08h38

Quem acompanha a evolução da moda e de seu papel no mercado mundial ao longo da última década, certamente consegue identificar um crescente movimento do setor em prol de uma moda mais sustentável e de acordo com as novas necessidades ambientais do planeta. 

As empresas, marcas ou pessoas que ainda se recusam a perceber todas essas mudanças, e a entender que vivemos um novo padrão neste segmento, estão totalmente desconectadas (os) da realidade do mundo contemporâneo.

Vocês podem me questionar: de que realidade estamos falando? Pois bem, estamos falando de uma realidade voltada para ações mais sustentáveis, na qual não existe mais espaço para o desperdício, para atitudes que agridam ao meio ambiente e impactem negativamente a qualidade de vida de cada um (a) de nós.

Vale ressaltar que, apesar dos valiosos esforços que vêm sendo feitos por algumas marcas, personalidades e influencers do segmento para mudar esse contexto, a indústria têxtil ainda é uma das que mais polui e agride o meio ambiente. Uma prova disso é o relatório A New Textiles Economy: Redesigning fashion’s future‘, da Ellen Macarthur Foundation, que apresenta dados assustadores.

Continua após a publicidade

De acordo com o documento, o equivalente a um caminhão de lixo repleto de sobras de tecido é incinerado ou descartado em aterros sanitários a cada segundo. Ainda de acordo com o estudo, 500 bilhões de dólares são jogados fora anualmente em roupas que tiveram pouquíssimo uso ou que não foram recicladas. 

Pois bem, diante de números tão impressionantes sobre a indústria da moda, vocês acham que é positivo manter uma antiga prática de Dress Code, na qual repetir roupas era uma atitude malvista socialmente? A resposta parece óbvia, não é, minha gente?

Mesmo com inúmeras personalidades de diferentes segmentos e classe social nos demonstrando diariamente que não adotar o reuso de roupas é coisa do passado, ainda existem pessoas que insistem em defender essa prática, talvez por falta de conhecimento sobre a realidade da indústria têxtil ou por viverem fechados em uma bolha onde não existe responsabilidade social. 

Continua após a publicidade

Nomes mundialmente conhecidos, e cultuados, como os de Kate Middleton, Michelle Obama, Meghan Markle e Gisele Bündchen, só para citar alguns exemplos, nos mostram que repetir roupas atualmente é sinônimo de atitude consciente, responsável e de uma opção de vida mais sustentável. 

Sem qualquer receio de se tornarem alvo de críticas ou de memes nas redes sociais, elas, e milhares de mulheres mundo afora, estão dando força a esse movimento que nos aponta que precisamos virar a chave. Defender uma moda sustentável devia ser encarado como uma espécie de missão por todas (os) que desejam viver num mundo com mais qualidade de vida. 

É importante defender e estimular o upcycling e o recycling como uma prática em nossas vidas. Para aquelas (es) que ainda não dominam o assunto, uma breve explicação sobre os dois temas. O upcyncling é uma maneira criativa de reutilizar uma peça, reaproveitá-la com uma nova forma no lugar de descartá-la. Já o recycling é a customização ou até mesmo a criação de novas peças a partir da peça antiga. 

Continua após a publicidade

Diante de tantas evidências de que repetir looks hoje é um gesto de inteligência, responsabilidade e de amor ao planeta, é praticamente inaceitável pessoas que ainda funcionam no antigo padrão, aquele em que – claro que aqui estamos falando de pessoas mais favorecidas economicamente – uma peça era descartada depois de ser usada uma única vez ou ficar esquecida no fundo do armário.

E você, em que mood está operando quando o assunto em questão é a moda atual e como adotá-la de forma mais consciente?

Continua após a publicidade

Abaixo dou 5 sugestões que podem contribuir para o reuso sustentável e inteligente.

Costureiras em alta – Figuras chaves no mercado da moda, as costureiras são uma ótima opção para transformar uma peça antiga e dar a ela um novo uso. Antes de jogar fora uma roupa porque ela está com um pequeno problema ou porque cansou de usá-la, pense em uma possível transformação que pode ser feita por uma boa profissional. Conserte, reforme e reaproveite.

Roupas atemporais – Sempre que for comprar novas peças, pense em roupas mais atemporais e de qualidade. Peças que poderão ser usadas por muito tempo independentemente da tendência do momento. Se possível, dê preferência a marcas mais sustentáveis e que se preocupam com o meio ambiente e os animais. Evite ficar presa (o) a tendências, cultive um novo olhar de mais durabilidade e sustentabilidade. 

Continua após a publicidade

Brechós – É cada vez maior o número de pessoas que recorrem aos brechós na hora de comprar uma peça. Eles existem em lojas físicas e online e, normalmente, oferecem opções mais econômicas e de qualidade. Sem contar que a reutilização de cada peça contribui para a redução de resíduos. Escolha um brechó que ofereça peças que tenham mais a ver com seu estilo e viva a experiência do reuso. 

Consumo colaborativo – Que tal fazer parte da corrente de pessoas que pratica o consumo colaborativo? Troque suas peças com amigas e familiares; alugue, empreste ou doe roupas que não estão mais conectadas com seu momento. É uma forma afetuosa e inteligente de reuso em uma ciranda de afeto. 

Descubra seu estilo – Identificar seu estilo é um passo muito importante para o consumo consciente. Ao saber que roupas se conectam mais com a sua essência, certamente você fará compras mais conscientes sem se preocupar com tendências a cada temporada. Fique sempre ligada (o) na origem das peças e prefira, se possível, marcas mais sustentáveis e comprometidas com a melhoria do meio ambiente. 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.