Pontas duplas? Veja o que causa e como acabar com o problema

Com essas dicas você vai conseguir fios fortes e saudáveis

Uma das principais reclamações das mulheres em relação aos cabelos são as pontas duplas. Mas, afinal, o que causa o problema que deixa o cabelo quebradiço e com aspecto de “palha”?

O que causa?

Todo cabelo é formado por córtex e cutícula. O primeiro fica no meio dos fios e garante força; já a cutícula é a área externa, que regula a entrada e saída de nutrientes. Nela acontecem os principais danos, inclusive as pontas duplas.

Ela é composta principalmente por lipídios, que regulam a oleosidade natural dos fios. Quando os fios sofrem danos externos, como influência da poluição, da água quente, do secador, chapinha, babyliss e de químicas como tinturas e alisamentos, a cutícula se enfraquece e se rompe, causando quebra nas pontinhas, ou seja, as pontas duplas.

Todo cabelo pode passar por isso, mas o cabelo cacheado costuma ter pontas duplas ainda mais visíveis. Isso acontece porque, devido ao formato em espiral dos fios, é mais difícil que a oleosidade natural do couro cabeludo chegue às pontas, deixando-as mais sensíveis, ressecadas e quebradiças.

Como evitar?

É difícil evitar que pelo menos alguma ponta dupla apareça, mas existem cuidados que podem evitar que o problema se torne maior. Além de uma boa alimentação, é necessário sempre aplicar protetor térmico antes de secar o cabelo ou finalizá-lo com chapinha ou babyliss. Se possível, também deixe ele secar naturalmente pelo menos uma ou duas vezes na semana.

Alguns cabeleireiros também defendem que, depois de sair do banho, secar os cabelos com uma toalha de microfibra ou uma camisa de algodão ao invés da toalha tradicional diminui o impacto e atrito nos fios que podem causar ou aumentar as pontas duplas. Além disso, esse hábito pode ajudar quem sofre com excesso de frizz.

Como solucionar o problema?

Cortar

Quando os fios estão extremamente danificados, é difícil conseguir reverter a situação sem cortar o cabelo. Se esse for seu caso, fique tranquila. Você não vai precisar tirar muito do comprimento se não quiser. Aqui, falamos de cinco cortes que vão tirar todas as pontas duplas sem cortar muito do cabelo. Invista!

Hidratar e nutrir

A falta de umidade dentro dos fios favorece o aspecto seco e o aparecimento de frizz e das pontas duplas. Por isso, invista em cremes e máscaras de hidratação potentes uma vez por semana ou a cada quinze dias, dependendo do nível dos danos. Para potencializar os resultados, você pode fazer hidratações ainda mais profundas no salão de vez em quando.

Além da hidratação, é essencial nutrir os fios com máscaras específicas. A nutrição é a responsável por repor os lipídios que formam a cutícula, trazendo de volta a oleosidade natural e deixando os fios mais fortes. Você pode seguir um cronograma capilar, que alia nutrição, hidratação e manutenção, para conseguir um cabelo saudável.

Comer bem

Claro que os fatores externos influenciam na saúde do cabelo, mas o principal fator que pode ajudar a ter fios – além da pele e das unhas – saudáveis é o que você come.

Tente manter uma alimentação saudável e balanceada e tome muita água. O cabelo é composto por queratina, lipídios, sais minerais e água, por isso, é essencial que você ingira esses nutrientes para que o cabelo fique forte e não quebre.

Finalizar

Os finalizadores e leave-ins completam o ritual de cuidados com os cabelos e não devem ser deixados de lado. Eles com certeza potencializarão os resultados obtidos com ajuda dos outros produtos.

Os finalizadores também funcionam como uma “maquiagem” para os fios, amenizando a aparência desgastada e quebradiça das pontas.

Tratamentos específicos

Além dos tratamentos e cuidados comuns, hoje existem diversos tratamentos em salões específicos para cuidar das pontas duplas. Um deles é o Split Ender, um aparelho de uso profissional que possui lâminas que prometem eliminar somente as pontas duplas do cabelo.

Leia mais: 8 cuidados importantes para ter um cabelo platinado impecável

+ Alerta tendência: “messy bobby” é o queridinho da vez

Relacionamento abusivo: saiba se você está em um no podcast Senta Lá, CLAUDIA