Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Kika Gama Lobo Por Atitude 50 Focada na maturidade como plataforma pessoal, a jornalista Kika Gama Lobo escreve sobre as sensações e barreiras que as mulheres de 50 anos vivenciam

Dicas para viver a maturidade feminina

"Virei uma espécie de conselheira da idade madura, quase um Drauzio Varella antes da fama", escreve Kika Gama Lobo

Por Kika Gama Lobo 10 fev 2021, 15h45

Virei uma espécie de conselheira da idade madura, quase um Drauzio Varella antes da fama. Aviso que não sou médica, nem coach, nem pajé, mas tento te trazer de volta para o seu eu. Em 3 dias esquece. É um processo longo, mas compartilho com vocês o que mais funcionou pra mim. 

Ser protagonista da própria vida. Peguei na unha o meu existir e tento rascunhar outro cenário.

Depois do 50, o EU feminino torna-se sujeito. Hoje sou eu, eu e eu, num egoísmo saudável 

Há chance de reescrever a segunda fase da vida. Tentando. Caio e levanto mas sigo! 

Menopausa e melancolia não são traços de histeria. Encare com atitude e informação essa fase hormonal. Haja informação! 

Continua após a publicidade

As amigas são o pilar desta nova etapa. Compartilhe dúvidas e certezas. Monte seu circuito Sex ant the City. “Azamiga” salvam.

Mexa-se, física e emocionalmente. Tome atitude. Nada de ficar com sua barriga pochete do tamanho de uma mala Samsonite. Suar é seu novo verbo. 

As rédeas da sua vida estão em suas mãos. Avante. Sim, só você pode se libertar de si mesma.

Filhos são do mundo. Viva sua vida. Não vai achar que a síndrome do Ninho Vazio é seu fim. Pode ser o começo da liberdade. 

Sexo é vida. Se jogue e goze muito. Masturbação. Tinder. Pau amigo. Toda forma de amar vale a pena.

Assumir quem você é , liberta. Seja você. Muito prazer, sou Kika Gama Lobo, carioca, 56 anos, mãe, esposa e filha. Trabalho feito loba mas sigo meu caminho de ser borboleta. Voa Kika. Voa! 

  • Continua após a publicidade
    Publicidade