Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Valentine’s Day: por que hoje não é dia dos namorados no Brasil?

14 de fevereiro é o Dia dos Namorados em dezenas de países, mas não aqui no Brasil - saiba o motivo.

Por Giovana Feix Atualizado em 20 jan 2020, 20h40 - Publicado em 14 fev 2017, 09h35

A maioria dos países do hemisfério norte, além de países da América Latina como Argentina, Chile e Uruguai, celebra hoje, 14 de fevereiroo dia de São Valentim, ou Valentine’s Day. Em grande parte do mundo ocidental esse é o dia de celebrar a beleza do amor – fazendo com que a venda de flores, chocolates e presentes em geral atinja um pico considerável.

Graças à globalização e à internet, a data em questão não passa despercebida no Brasil. Mas por aqui, como você já sabe bem, é em 12 de junho que as flores, os chocolates e os presentes em geral são trocados entre os parceiros apaixonados. O motivo dessa data ter sido escolhida como Dia dos Namorados, no entanto, tem menos a ver com o romantismo e com os santos – e mais a ver com dinheiro.

valentine's day
Reprodução/Giphy

Você pode imaginar que 12 de junho é o Dia dos Namorados por aqui porque o Dia de São Valentim é perto do Carnaval e essa época não combina muito com namoro. Ou que, por ser mais friozinho em junho, os casais pudessem ~se amar sem suar~. Nada disso: foi por obra do publicitário João Dória, pai do atual prefeito de São Paulo, que 12 de junho passou a ser marcado todo ano nas agendas dos românticos brasileiros.

>>> Leia também: 13 motivos para querer um amor calmo como um dia de domingo

A escolha da data aconteceu em 1945, com a percepção de que junho era um mês fraquinho para o comércio – o Dia das Mães era passado, e a próxima comemoração seria apenas em agosto, com o Dia dos Pais.

valentines02

Continua após a publicidade

Tudo bem – a data final foi escolhida pela proximidade com o dia de Santo Antônio, o santo “casamenteiro”, no dia 13 de junho. O que impulsionou a consolidação do dia, porém, foram interesses principalmente comerciais – tanto que, em seu primeiro ano, a data tinha um slogan: “Não é só com beijos que se prova o amor”. Em outras palavras, “por favor, COMPREM!”.

>>> Leia também: Você não merece quem só oferece o mínimo de amor

Deu certo: a data acabou se consolidando como uma das mais lucrativas para o comércio nacional, junto do Natal, do Dia das Mães e dos Pais e da Páscoa.

valentines03

Se pode servir de consolo, no entanto, o dia de São Valentim também não tem origens muito bonitinhas, não. Em entrevista à NPR, o historiador da Universidade do Colorado Noel Lenski explica que, entre 13 e 15 de fevereiro, os romanos celebravam a festa pagã de Lupercalia. Na ocasião, era comum não só o sacrifício de animais como cabras e cachorros, como também a existência de uma fila de mulheres para serem agredidas pelos homens que realizavam esses sacrifícios. Para elas, essa agressão poderia torná-las férteis.

Com a chegada do cristianismo, porém o dia de São Valentim acabou sendo usado pela Igreja para acabar com a tal Lupercalia. Ao longo da história, autores como Shakespeare e Chaucer usaram a data cristã de forma romântica em suas obras – contribuindo para popularizar de vez o Valentine’s Day.

Continua após a publicidade
Publicidade