Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

O sexo esfriou? Recupere o tesão com essas 5 dicas bem quentes

A sexóloga Cátia Damasceno mostra como apimentar o seu relacionamento

Por Nathalie Silva (colaboradora) Atualizado em 1 ago 2021, 12h25 - Publicado em 29 jul 2021, 13h22

Depois de muito tempo ao lado da mesma pessoa, o sexo tende a não ser mais o mesmo. As mudanças podem elevar o patamar da relação, mas às vezes geram uma baixa no tesão. Se você se identifica com a última hipótese, fique tranquila porque nem tudo está perdido.

Na verdade, essa redescoberta também pode ser bem prazerosa, principalmente com as dicas da sexóloga Cátia Damasceno. A especialista mostra o caminho para uma fase mais quente no seu relacionamento.

Esses conselhos devem ajudar vocês a se conhecerem mais e descobrirem novas maneiras de aumentar a tesão. O importante é que o casal se solte e comece a explorar as tantas possibilidades existentes de se dar e receber prazer.

Antes de tudo se comuniquem mais

Uma coisa que Cátia faz questão de frisar é que não existe milagre, mas sim o poder do diálogo entre o casal, que precisa trocar expectativas, felicidades e frustrações. “Então está aí a primeira tática, mantenham a comunicação em dia. O que pode ser feito também é, depois de entrarem num consenso de que precisam inovar, buscar de verdade essas novidades e não deixar só na falação”, aconselha.

View this post on Instagram

A post shared by Cátia Damasceno (@catiadamasceno)

Brinquedos sexuais na jogada

Se você está sentindo menos prazer, que tal sugerir para o parceiro ou parceira um novo acessório? Talvez um vibrador, uma fantasia. A especialista também fala sobre a importância de saber até onde o outro está disposto a aprender coisas novas.

“Olha, o nosso corpo é extremamente sensível ao toque. Tanto no homem quanto na mulher, temos como zonas erógenas mais de 10 pontos espalhados, entre eles o pescoço, as orelhas, os mamilos, a parte interna das pernas, pés, mãos, costas, barriga, virilha. Você pode investir em um bom vibrador para estimulação”, exemplifica.

Uma ajudinha extra é sempre bem-vinda! Óleos de massagem não só podem como devem entrar na brincadeira. “Invista em um que seja beijável para dividir mais momentos de toque com o seu parceiro (a). ”

Você também pode misturar um pouco de tudo, iniciando com aquela massagem especial e, com o vibrador, começar a pressionar levemente os mamilos, as pernas. Enfim, deixe a sua imaginação te guiar!

View this post on Instagram

A post shared by Cátia Damasceno (@catiadamasceno)

Saia da sua zona de conforto

A experiência deve ser uma aliada na hora da transa. Não ache que, com o decorrer dos anos, você não tem mais nada para explorar. “O que eu indico para que a zona de conforto seja deixada de lado é: arrisque, permita-se, aprenda e se dê prazer! Desfaça a ideia de que masturbação é errado, porque, se você tem essa ideia, você acaba não se conhecendo bem. Logo, fica impossível saber o que realmente te dá prazer ou não. Esse é um ponto essencial nas relações”, destaca.

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

A post shared by Cátia Damasceno (@catiadamasceno)

Faça um striptease

Antes de mais nada, considere o striptease como uma brincadeira e se entregue para ela. Cátia diz que aonde tem entrega, tem tesão. Então, escolha uma roupa em que se sinta sexy, deusa, maravilhosa e confortável.

O próximo passo é pensar em um lugar, como cadeira, cama, sala. Depois disso, pense em uma música, pode ser uma que você já está familiarizada, mas com um toque sensual.

“Ensaie a música como você achar melhor e, na hora H, aposte nos olhares, nos toques e deixe que ele escolha, por exemplo, qual peça ele quer que você tire primeiro. E, assim, quando você perceber, já os dois estarão na cama malucos de tesão”, riu.

View this post on Instagram

A post shared by Cátia Damasceno (@catiadamasceno)

Fuja um pouco da rotina

Nem sempre a monotonia é um problema para casais que estão juntos há muito tempo, mas sair um pouco da rotina é sempre um frescor. “O casal pode, por exemplo, revisitar um restaurante que foi no começo da relação, conhecer um lugar desejado por ambos, inovar no sexo ao falar sobre fantasias e até mesmo levar o parceiro para um motel. Que tal planejar esses ‘encontros’ pelo menos umas duas vezes na semana?”, sugere.

Cátia também lembra que o amor sempre se renova. “Eu sempre falo que, conforme o tempo passa, o amor se transforma, mas ele não se perde! Ou seja, talvez tudo o que o casal precise seja um resgate de ideias, fantasias e rotina que existia no início da relação”, aconselha.

View this post on Instagram

A post shared by Cátia Damasceno (@catiadamasceno)

  • Continua após a publicidade
    Publicidade