Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Beijar amigos estraga amizades? Dicas para evitar problemas

Apesar de tentadora, a amizade colorida pode desgastar (e até acabar) com algumas relações

Por Kalel Adolfo
27 jan 2024, 12h43

Todo mundo já sentiu vontade de beijar aquele amigo (ou amiga) especial, mas não teve coragem de tomar uma atitude a fim de evitar estragar a relação. Contudo, alguns são mais ousados, e decidem embarcar nesta aventura que é a amizade colorida — o famoso “amigos com benefícios”.

Agora, que fique claro: não há compromissos ou obrigatoriedade de fidelidade envolvidos neste formato de relação, porque ambos são apenas amigos. Parece difícil, né?

Mas segundo Claudia Petry, pedagoga com especialização em sexologia clínica, esta dinâmica é possível e saudável (desde que exista uma comunicação assertiva e sincera entre as partes).

Para que as coisas deem certo (e ninguém saia machucado), é necessário prestar atenção em alguns pontos importantíssimos. Veja a seguir:

1. Entenda o objetivo da relação

Antes de mais nada, Claudia aponta que é essencial refletir sobre o que se busca ao “colorir” a amizade.

“Entenda quais são os motivadores dessa atração. É importante ter essa identificação para que, lá no fundo, você não nutra uma esperança do sexo acabar se transformando num relacionamento amoroso. Amizade colorida não tem cobranças, e aceitar que sexo é diferente de amor faz parte deste processo”, explica.

Continua após a publicidade

2. Encare com leveza

De acordo com a especialista, a amizade colorida é o terreno ideal para que possamos nos divertir, redescobrir prazeres e nos permitir sentir um prazer sem as amarras de uma relação monogâmica.

“A palavra ‘amizade’ traz muito esse sentido de diversão, de ambiente seguro, sem julgamentos, que nos permite crescer individualmente para melhorar os aspectos de nossa própria intimidade”, afirma Petry.

3. Esteja atento aos seus sentimentos

A pedagoga alerta que, ao beijar um amigo, um dos pontos mais imprescindíveis é estar atento aos próprios sentimentos e pensamentos.

Essa experiência jamais deve vir acompanhada de sentimentos como ciúmes, falta de correspondência ou frustração. Mesmo que tenhamos feito certos acordos no início da dinâmica, no fim das contas, somos todos humanos. Portanto, é possível vivenciar mudanças acerca do que sentimos e pensamos sobre a pessoa no meio do percurso”, pontua.

Então, para evitar dores de cabeça, Claudia indica que sejamos fiéis aos nossos sentimentos, trazendo sempre um diálogo honesto para a amizade.

Continua após a publicidade

“Se estiver pensando muito na pessoa, tendo dificuldades em se desconectar, querendo ficar com ela o tempo inteiro, é melhor compartilhar. Jogar limpo é obrigatório”, aconselha.

4. Entenda que amizade colorida não é relacionamento aberto

Claudia clarifica que, num relacionamento aberto, existe um conjunto de regras a serem seguidas: “Normalmente, neste formato, uma norma constante é não criar vínculos com outras pessoas e sempre voltar um para o outro. Já numa amizade colorida, a regra é justamente o inverso. Há a liberdade de criar vínculos com quem quisermos, e não necessariamente precisaremos retomar a intimidade com o amigo colorido.”

5. Afaste-se se for necessário

Mesmo estando atento aos próprios sentimentos e mantendo um diálogo honesto com o amigo, as coisas podem sair do controle. É natural.

Portanto, caso esteja experimentando sentimentos de angústia, e a relação esteja proporcionando mais sofrimento do que prazer, dê uma pausa na amizade.

“Normalmente, esse afastamento é apenas por um tempo. Depois, as pessoas podem até retomar amizade, mas talvez sem beijos”, conclui Claudia Petry.

Continua após a publicidade
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.