Você já reparou como as roupas para meninas são mais justas?

Mesmo sem razão para a disparidade de tamanhos em roupas infantis para meninos e meninas, as roupas femininas são muito menores

Nas lojas de departamento, o setor infanto-juvenil costuma ser dividido em roupas para meninos e para meninas, com cores, estampas e modelagens diferentes para cada grupo. Indo além dos estereótipos de gênero vinculados às cores – rosa para as meninas e azul para os meninos –, há um outro detalhe nessa divisão que, muitas vezes, passa despercebido: as roupas das meninas tendem ser mais curtas e justas do que a dos meninos. Muito mais do que seria necessário.

(Girls Will Be/Reprodução)

“Enquanto as roupas dos meninos são feitas para serem confortáveis e utilitárias, as das meninas são criadas para enfatizar ou minimizar suas formas. Leggings coladas, blusas ajustadas e shorts super curtos são a norma”, apontou ao Rachel Simmons, cofundadora da Girls Leadership, uma organização dedicada a empoderar garotas, ao HuffPost Canadá. “Oferecer apenas essas opções envia às garotas a mensagem de que parecer magra é mais importante do que sua liberdade de movimento“.

Leia também: 5 filhos de pessoas famosas que quebram os padrões de gênero

Pensando nisso, as marcas canadenses Girls Will Be e Free To Be Kids se dedicam a fazer roupas mais confortáveis para as meninas. “Não acreditamos que as meninas deveriam ter que procurar no setor masculino para encontrar coisas que amem. E mais, nem todas as garotas querem usar aquele estilo largo e despojado que encontram por lá”, comentou Sharon Choksi, da Girls Will Be.

Choksi cria shorts com comprimento maior e mangas mais confortáveis nas camisetas. Sua marca notou que os shorts de meninas costumam ter menos da metade das bermudas masculinas. “Não há razão alguma para tal disparidade de tamanhos”, disse Courtney Hartman, da Free To Be Kids.

No Brasil, algumas marcas – como PUC e Alexandre Herchcovitch – já apostaram em linhas infantis sem distinção de gênero. No entanto, a diferenciação de tamanhos entre peças para meninas e peças para meninos continua sendo padrão na maioria das coleções. Quem acredita que já é a hora de nos inspirarmos no Canadá?

Leia também: Filha inspira mãe a criar uma linha de roupas sem gênero

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s