6 movimentos de yoga vinyasa para alinhar corpo e mente

A instrutora Tayla Candido apresenta uma sequência para fazer dentro de casa

Há quanto tempo você está parada na mesma posição ou deixou de se alongar hoje? Seja para as que estão com a rotina mais atribulada ou até com menos atividades, não tem jeito, o corpo acostuma fácil com a falta de movimento e a resposta vem em forma de músculos enrijecidos e, consequentemente, doloridos. Além disso, sabe-se que as condições mentais também influenciam na nossa condição física.

Pensando nisso, o #CLAUDIAIndica traz a professora de yoga Tayla Candido para compartilhar 6 asanas (movimentos) do estilo Vinyasa, que podem ser porta de entrada para o tão sonhado equilíbrio entre corpo e mente. Similar a uma coreografia, a sequência de exercícios tem um período curto de permanência, deixando a prática mais fluída e ritmada.

Assista ao vídeo da professora e acompanhe as instruções que ela passa para fazer a prática em casa:

1 – Postura do gato e da vaca: Ao inspirar, eleve a cabeça. Já na hora de soltar o ar faço o movimento inverso e direcione o queixo na direção do peito. Faça de 5 a 6 respirações.

2- Cachorro olhando para baixo: Avance com as mãos um palmo à frente, ancorando os quatro cantos da mão no tapete, empurre o chão e traga as axilas para dentro. Ainda fazendo força contra o chão, eleve seu quadril e dobre os joelhos. Faça de 5 a 6 respirações.

3 – Guerreira (o) II: Inspire e eleve a perna direita. Depois, ao elevar o corpo para postura, o pé direito está deve estar posicionado à frente e o joelho alinhado com calcanhar e o pé esquerdo.

4- Joelho, Peito e Queixo: Partindo de prancha, flexione os joelhos e leve-os cuidadosamente para o chão. Com os cotovelos flexionados, apoie o tórax e o queixo no chão. Cotovelos projetados para cima e o peito do pé no tapete, estique as pernas lentamente para entrar na próxima asana…

5- Cobra: Com as mãos abertas na lateral do corpo, altura do peito, empurre o chão enquanto eleva o tronco. Mantenha os cotovelos dobrados, afaste os ombros das orelhas e as coxas do chão.

6- Postura da Criança: Sente em cima dos calcanhares, esticando os braços à frente com os cotovelos fora do chão.

Em tempos de isolamento, não se cobre tanto a ser produtiva

%d blogueiros gostam disto: