Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Natura ajuda consultoras a aprender inglês e fazer faculdade

Vendedoras podem se matricular em cursos profissionalizantes, de graduação ou de idiomas em instituições de ensino parceiras

Por Da Redação Atualizado em 9 jan 2017, 17h05 - Publicado em 9 jan 2017, 17h01

A Natura criou um programa de benefícios exclusivo para suas consultoras, nas áreas de educação e saúde.

Segundo a Exame.com , a empresa já fez parcerias com instituições de ensino para oferecer bolsas de estudo e descontos em mensalidades para sua força de vendas e também está testando um modelo de subsídios para a compra de remédios e realização de exames médicos, que deve ser disponibilizado no segundo trimestre.

Leia também: “A mulher precisa acreditar no próprio potencial”, diz Andrea Alvares, Vice-Presidente de Marketing da Natura

A primeira parceira foi a universidade Estácio. Desde julho, a instituição oferece descontos de 45% para as revendedoras em graduação e pós-graduação, seja presencial ou à distância. Alguns cursos, como medicina e gastronomia, porém, não são contemplados pela parceria. Já são 295 consultoras matriculadas.

Outro acordo recente foi fechado com a Wizard by Pearson. Desde outubro, as revendedoras da Natura podem estudar inglês na rede de idiomas por um valor até 50% menor do que o praticado normalmente – o tamanho do abatimento varia de acordo com a região. As consultoras podem indicar mais uma pessoa para aproveitar o benefício.

Até agora, 600 das 1.256 das unidades da escola de idiomas em todo o Brasil aderiram ao programa. De agosto a dezembro, 276 matrículas já haviam sido feitas. O número de interessados chegou a 1.500.

Continua após a publicidade

As consultoras também podem se matricular em cursos profissionalizantes e de administração de finanças em instituições parceiras da Natura.

Até dezembro, 5.332 pessoas, entre consultoras e seus familiares, haviam se inscrito em algum dos benefícios.

Raquel Standke, é uma delas. A revendedora estuda processos gerenciais na Estácio e pensa em fazer pós-graduação em marketing quando terminar o curso superior.

“Foi um sonho realizado. Não consegui fazer faculdade quando mais nova e, agora, depois de 20 anos, retomei os estudos”, conta.

Leia também: Natura concede licença-paternidade de 40 dias aos funcionários

A iniciativa surgiu após a primeira averiguação do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) das revendedoras, em 2014. Na época, a Natura constatou que, apesar de seu modelo de negócio contribuir para a independência financeira e para a autoestima das trabalhadoras, maisa ações poderiam ser feitas.

As consultoras, revelaram os dados, eram carentes de apoio no âmbito da educação e da saúde. Foi aí que a fabricante de cosméticos decidiu criar um programa de benefícios exclusivo para elas dentro desses dois campos.

Continua após a publicidade
Publicidade