8 histórias que vão restaurar sua fé na humanidade em 2017

Um dose de inspiração para ter esperança mesmo em tempos difíceis

São tempos difíceis. A luta contra o assédio e o abuso sexual escancara a cada dia mais histórias chocantes de pessoas que passaram por isso, tragédias assolam diversas partes do mundo, artistas icônicos se despedem deste mundo, entre outras notícias que nos deixam seu esperança.

Por isso, separamos 8 histórias inspiradoras que publicamos no início deste ano para você perceber que atitudes positivas ainda valem a pena. Veja:

1. Garoto corta cabelo igual ao do amigo para confundir professora

 (Reprodução/Reprodução)

Jax, um garotinho americano de cinco anos de idade, fez um pedido simples para sua mãe: que o corte de seu cabelo fosse igual ao do amigo Reddy. Dessa forma, segundo o pequeno, os dois conseguiriam confundir a professora, que não saberia distinguir quem era quem entre os amigos.

Jax, um garotinho de cinco anos de idade do Kentucky, nos Estados Unidos, fez um pedido simples para sua mãe: que o corte de seu cabelo fosse igual ao do amigo Reddy. Dessa forma, segundo o pequeno, os dois conseguiriam confundir a professora, que não saberia distinguir quem era quem entre os amigos.

2. Grávida ganha grande festa após ninguém aparecer para chá de bebê

 (Facebook/Reprodução)

Nenhum convidado foi ao evento organizado por Valdivina Alves, mas bastou uma publicação no Facebook para a situação mudar de figura.

3. Nigeriano desnutrido que comoveu o mundo vai à escola pela 1ª vez

 (Reprodução/Facebook)

Em 30 janeiro de 2016 a história do menino nigeriano Hope chocou o mundo, após a imagem do menino desnutrido bebendo água da garrafa da dinamarquesa Anja Ringgren Loven ter viralizado na internet. Ele foi abandonado pela família porque os pais acreditavam que ele era bruxo.

O menino foi, então, encontrado por Anja e sua equipe. Os membros do grupo ajudaram o pequeno a tratar o alto nível de desnutrição que apresentava, além dos vermes que tinha no estômago. Hoje ele é uma criança saudável.

4. Garotinha pede camisetas de heróis e presidente da marca responde

 (Reprodução/Instagram)

A pequena Alice, 5 anos, chamou a atenção de todos ao questionar, por carta, a marca de roupas GAP por disponibilizar estampas de super-heróis e da franquia Star Wars apenas em peças voltadas para o público masculino.

“As camisetas dos meninos são realmente legais. Os garotos têm Super-homem, Batman, rock and roll e esportes. E quanto às garotas que curtem coisas como essas, como eu e minha amiga Olivia?” escreveu a garotinha.

O caso repercutiu e chegou aos ouvidos do CEO da marca, Jeff Kirwan, que atendeu ao pedido da menina: “Eu conversei com nossos designers e estamos trabalhando para oferecer produtos mais divertidos que eu acho que você vai gostar”. 

5. Pela 1ª vez, mulher treinará uma seleção masculina na Itália

 (Twitter/Reprodução)

Em março a ex-jogadora Patrizia Panico, 42 anos, foi anunciada como treinadora da seleção sub-16 italiana de futebol masculino em dois jogos amistosos que ocorreram nos dias 22 e 24 de março. Ela foi substituta do técnico titular do time, Daniele Zoratto, que acompanhou a seleção sub-19 no jogo do Campeonato Europeu da categoria no mesmo período.

6. Após divórcio, mãe homenageia pai de seu filho: “Grata por você”

 (Facebook/Reprodução)

A norte-americana Jessica Singleton gerou comoção das redes sociais após publicar uma declaração ao ex-marido, em que fala sobre a importância da presença paterna na vida do filho.

Este é o meu ex. Ele é mais valioso do que o ouro. Este é um homem que não apela para o governo, porque, quando meu filho precisa de roupas novas, eu apenas ligo para ele. Este é um homem que compra um pacote de filmes infantis para que eu possa assistir com meu filho em minha própria casa.” diz Jéssica em trecho da carta.

7. Homem adota 22 crianças portadoras de HIV que foram abandonadas

 (Carters News/Reprodução)

Mesmo já tendo dois filhos biológicos,o  indiano Rajib Thomas, 43 anos, garante educação, alimentação, um lugar para morar e, acima de tudo, uma família para seus 22 “novos” filhos – crianças portadoras de HIV que foram abandonadas por suas famílias biológicas.

8. Garotinha de 7 anos com alopecia fica careca e continua arrasando

 (Arquivo pessoal/Reprodução)

Os cabelos são elemento fundamental para a autoestima de muitas mulheres. A americana Ginessa Vinanti Wride, de 7 anos, no entanto, nem teve tempo de desenvolver afeto por seus fios. Ainda pequena, desenvolveu alopecia – redução de pêlos em determinada área do corpo – na cabeça e precisou se despedir da cabeleira. O que não diminuiu sua vaidade. 

Quando chegou o “Dia do Cabelo Maluco”– evento comum nas escolas americanas em que as crianças fazem penteados divertidos para ir às aulas –, ela não quis ficar de fora da festa. Com ajuda de sua mãe, ela enfeitou sua cabeça com lindos adesivos feitos para scrapbook

“Ela escolheu o design principal e eu apliquei na sua cabeça. Ela só quer ser tratada como qualquer outra criança, quer se divertir e sentir que pertence à turma. Ela ama o dia do cabelo maluco e essa foi uma excelente maneira para fazer com que ela se sentisse como parte da galera” conta sua mãe.