Homem adota 22 crianças portadoras de HIV que foram abandonadas

Conheça Rajib Thomas, mais conhecido como Papa Reji, o indiano que adotou 22 crianças abandonadas pelos pais por serem portadoras do vírus HIV

“Estava passando pelo hospital DY Patil quando vi uma garota doente, no último estágio da vida. Ela parecia um esqueleto. Descobri que ela era portadora do vírus HIV e que seus pais haviam falecido há muito tempo. Ela me perguntou se poderia buscar um pouco de macarrão para ela, mas não consegui encontrar em lugar algum. Então, prometi a ela que levaria o macarrão no dia seguinte. A garota morreu naquela noite e aquilo me atingiu de uma maneira muito forte. Foi aí que percebi que gostaria de fazer algo por essas crianças”.

Essa fala é do indiano Rajib Thomas, 43 anos. Não há como ignorar seu grande coração. Mesmo já tendo dois filhos biológicos, garante educação, alimentação, um lugar para morar e, acima de tudo, uma família para seus 22 “novos” filhos.

Em 2009, apesar dos poucos recursos, Rajib criou a Bless Foundation e decidiu providenciar a essas crianças qualquer assistência que pudesse. “Quando as quatro primeiras crianças chegaram, não tínhamos esteiras ou colchões. Então, eu, minha mulher e meus dois filhos passamos a dormir nos lençóis e demos nossas esteiras para as crianças”.

Depois de alguns meses, mais crianças foram chegando e, com elas, a ajuda de outras pessoas da cidade: alguns forneceram camas e lençóis, outros arroz e trigo. Hoje, através também de financiamento público, Rajib deseja se mudar para um lugar maior para acomodar mais crianças.

“A melhor parte é que nosso pai nos ajuda com tudo. Ele nos repreende quando estamos errados e nos ama incondicionalmente. Ele sempre nos mantém mais perto dele”, conta Suraj Thapa, um dos meninos mais velhos.

Confira abaixo o vídeo (em inglês) que conta mais da história de Papa Reji.