Aromaterapia no colar traz bem-estar o dia inteiro

Os aromas naturais são poderosos: estimulam, ajudam na concentração e por aí vai. Quer provocar essas sensações ao longo do dia? O segredo está no colar.

A técnica da aromaterapia usa óleos essenciais da natureza para que os aromas promovam bem-estar e equilíbrio. E os efeitos são comprovados cientificamente: “As moléculas de componentes químicos presentes nas plantas são voláteis e, quando inaladas, encontram nossos receptores olfatórios que enviam mensagens ao cérebro”, diz a bióloga e aromaterapetura Luciane Vishwa Schoppan, da Terra Flor. Os estímulos são tão poderosos que há óleos específicos para diversos fins: reenergizar, relaxar, controlar a compulsão, aliviar a ansiedade, melhorar o sono…

Mas muito além dos momentos privativos em que tiramos um tempo para passar esses óleos no corpo, é possível estimular essas sensações a qualquer hora do dia, em qualquer lugar, inalando os aromas provenientes de gotinhas de óleo pingadas em um colar difusor.

 

 

Como usar o colar

A ideia não é que você sinta o aroma o dia todo! Muito pelo contrário. Quando passamos um perfume, sentimos o odor por algum tempo, depois nosso olfato ‘se acostuma’ e não o percebemos mais. Pois esse não é o resultado que a aromaterapia quer. A ideia é recorrer ao aroma nos momentos em que sentir que precisa. “Pingou de manhã para ganhar um estímulo para o trabalho? Depois do almoço, quando bate um cansaço, pode pingar novamente. E à noite você troca por um aroma mais relaxante”, exemplifica Vishwa.

O mercado tem modelos desenhados especialmente para a aromaterapia. Dentro de cada um há um orifício onde você coloca um feltro ou um algodão que receberá as gotas de óleo – assim fica fácil de limpar e você pode alternar os aromas sem que se misturem. E eles são pensados como acessórios de beleza: há peças de prata, resina, argila, para todos os estilos.

 

óleos

Quais gotinhas devo pingar?

Para estimular: os cítricos, café torrado, cardamomo, hortelã (pimenta e verde), limão siciliano, mandarina (verde e vermelha), noz-moscada, tangerina e tomilho.

Levantar a autoestima: bergamota, alecrim verbenona, canela, cedro, cipreste, gengibre, gerânio, hortelã-limão, laranja doce, lima mexicana, manjerona, may Chang, mirra, pimenta rosa, patchouli dark, sálvia sclarea, vertiver e ylang ylang.

Melhorar a concentração: alecrim cineol, breu branco, café torrado, espruce negro, eucalipto glóbulos, gengibre, hortelã (pimenta e verde) e limão siciliano.

Dormir bem: laranja doce, lavanda francesa, lavandin, lemongrass, lima mexicana, manjerona, may Chang, olíbano, petitgrain, sálvia sclarea e vetiver.

Diminuir o apetite: absoluto de cacau, patchouli dark, cravo botão, limão siciliano, gengibre, cedro atlas, funcho doce e pimenta preta.

Controlar ansiedade: alecrim, âmbar, anis estrelado, bergamota, camomila, laranja doce, lavanda (francesa e kashmir), manjericão, patchouli dark, verbena índia, absoluto de cacau, jasmim e rosas.

 

Uso consciente

contraindicações: como alguns óleos podem mexer com a produção hormonal, gestantes devem pedir orientação profissional. Quem tem pressão alta também deve ficar atento ao uso de produtos que podem interferir na pressão arterial. Outro alerta é para o uso de óleos feitos da casca de cítricos, pois em contato com a pele no sol, podem provocar manchas.