Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

A cada 3 minutos uma menina entre 15 e 19 anos é infectada pelo HIV

Estupro e a falta de autonomia para negar o ato sexual estão entre as principais causas para esse alto número, segundo um levantamento da Unicef.

Por Júlia Warken Atualizado em 16 jan 2020, 11h07 - Publicado em 26 jul 2018, 18h11

Um levantamento divulgado pela Unicef nessa quarta-feira (25) revelou dados muito entristecedores sobre o HIV, a começar pela informação de que, a cada hora, cerca de 30 meninas entre 15 e 19 anos contraem o vírus. Isso representa uma garota infectada a cada três minutos.

“Na maioria dos países as meninas e mulheres não tem acesso à informação, a serviços e até mesmo ao poder de dizer não ao sexo sem segurança. O HIV se alastra entre os mais vulneráveis e marginalizados, colocando as meninas adolescentes no centro da crise”, diz Henrietta Fore, diretora executiva da Unicef.

De acordo com a entidade, 1,2 milhões de adolescentes entre 15 e 19 eram portadores de HIV em 2017 ao redor do mundo. Desse total, 3 em cada 5 são garotas. Estupro e a falta de autonomia para negar o ato sexual estão entre as principais causas para esse alto número. 

Ao passo em que as mortes por AIDS vem diminuindo em outros grupos etários desde 2010, dentre adolescentes de 15 a 19 anos não houve uma redução nos óbitos. Ainda segundo o relatório da Unicef, 130 mil crianças e adolescentes menores de 19 anos morreram de AIDS em 2017 e cerca de 430 mil foram infectados no mesmo ano.

Continua após a publicidade
Publicidade