CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Use protetor solar agora e garanta uma pele saudável e linda para sempre

Os efeitos dos raios ultravioletas são cumulativos e irreversíveis; o ideal é agir preventivamente.

Por Raquel Drehmer Atualizado em 16 jan 2020, 10h30 - Publicado em 14 ago 2018, 23h58

Via de regra, a associação imediata que se faz ao uso frequente do protetor solar é a prevenção do câncer de pele. Os raios ultravioletas são os principais responsáveis pelas alterações genéticas nas células cutâneas que levam ao câncer, e o filtro solar evita a entrada dessa radiação na pele, diminuindo o risco de desenvolvimento da doença.

Já estaria de bom tamanho como função para um produto tão simples de ser usado, mas o protetor solar vai além disso: seu uso diário desde a juventude ajuda a manter a pele bonita no passar das décadas. Sabe quando a gente vê uma pessoa de terceira idade com a pele maravilhosa? Mesmo que a genética dê uma forcinha, pode ter certeza de que há protetor solar envolvido na história.

Conversamos com as dermatologistas Simone Neri (da Clínica Guidoni) e Michele Haikal para entender como o filtro solar pode ser um aliado da beleza.

Em primeiro lugar: não existe cedo demais para começar a usar protetor solar diariamente. A exposição aos raios ultravioletas tem efeito cumulativo, e os danos causados por eles são progressivos e irreversíveis.

Trocando em miúdos, uma vez feito o estrago, não adianta querer correr atrás do prejuízo se entupindo de protetor solar. Não importa se você é super novinha e nem pensa em rugas ainda: se você não tem o hábito de aplicar protetor solar em sua pele todos os dias, passe a separar um tempo de sua rotina para fazê-lo. O ideal é agir preventivamente.

Continua após a publicidade

Benefícios do protetor solar para a beleza da pele

Para começar, o filtro solar previne o envelhecimento precoce da pele. Isso significa que, ao impedir a entrada dos raios UVA e UVB, evita que a pele fique opaca, flácida e, como o nome sugere, envelhecida antes do tempo.

O protetor solar também evita o surgimento de manchas. Quem se expõe ao sol sem a fotoproteção necessária acaba desenvolvendo manchas que dão à pele um aspecto desgastado. Não estamos falando de charmosas sardas, mas de manchas acastanhadas que aparecem nas áreas do corpo que ficam descobertas e mais sujeitas aos estragos da radiação solar, como o rosto, o colo, os braços e as mãos.

Muito bom, e ainda fica melhor! Usar protetor solar direitinho retarda o aparecimento de rugas e linhas de expressão. É que ele impede a formação dos radicais livres causadores do desgaste da pele que leva a essas marcas.

Como deve ser o uso do protetor solar diariamente?

O protetor solar deve ser aplicado na pele pelo menos duas vezes ao dia: logo pela manhã e uma reaplicação no começo da tarde. Se você estiver exposta diretamente ao sol – na praia ou na piscina, por exemplo, ou em um trabalho ao ar livre –, a reaplicação deve ser feita nas áreas que não estejam protegidas por roupas a cada três horas ou depois de molhar a pele (mesmo que a última aplicação tenha sido há menos de três horas).

Tanto no rosto quanto no corpo deve-se dar um tempo para o filtro solar penetrar na pele antes de aplicar a maquiagem ou colocar todas as roupas. Algo entre 20 e 30 minutos está ótimo.

E lembre-se de passá-lo mesmo quando o tempo estiver nublado ou chuvoso, pois os raios UVA e UVB atravessam as nuvens e chegam às nossas peles em quaisquer condições climáticas.

Continua após a publicidade
Publicidade