Dia D de vacinação: campanha contra sarampo e pólio acontece no Brasil

A meta do Ministério da Saúde é que 11 milhões de crianças sejam imunizadas até o fim de agosto

Neste sábado (18) acontece em mais de 36 mil postos do Brasil a campanha nacional de vacinação contra o sarampo e a poliomielite – o chamado “Dia D”.

Criança de 1 a 5 anos que ainda não receberam doses das respectivas vacinas de sarampo e pólio podem se dirigir à unidade de saúde mais próxima a sua residência para serem imunizadas.

A campanha nacional de vacinação contra sarampo e pólio teve início em 6 de agosto e está prevista para ser encerrada em 31 deste mês. A meta do Ministério da Saúde é que 11 milhões de crianças sejam imunizadas até o fim de agosto.

Até o momento, 1.237 casos confirmados de sarampo e seis mortes foram verificados em todo o Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde divulgados pelo G1. A doença estava erradicada no país. No caso da pólio, por outro lado, não há registros de casos desde 1990.

A cobertura vacinal para as também chama atenção. Entre os estados com melhor cobertura vacinal estão Rondônia, com 45,01% para a pólio e 43,84% para o sarampo, seguido por São Paulo, com 28,35% para pólio e 27,91% para sarampo. Entre as coberturas mais baixas, destacam-se Amazonas, com 3,23% do público-alvo vacinado para pólio e 3,24% para sarampo, e Roraima, com 3,60% (sarampo) e 4,98% (pólio).

Como funciona a vacinação

  • Crianças de 1 a 5 anos vãos receber doses da vacina contra sarampo e poliomielite independentemente se já a tomaram ou não. No caso da pólio, se ela já tiver sido imunizada anteriormente, a dose aplicada é a do tipo VOP (vacina oral poliomielite), a famosa “gotinha“; se for a primeira imunização, a dose recebida é a do tipo VIP (vacina inativa poliomielite).
  • Não devem ser imunizadas crianças que foram vacinadas há 30 dias
  • Adultos não são o público alvo da campanha

Leia mais: A polêmica decisão de não vacinar crianças divide opiniões