Criança contrai grave condição após sinusite e mãe faz alerta

Menino contraiu uma grave infecção bacteriana que pode atingir os olhos

Uma mãe usou as redes sociais para fazer alerta para uma grave consequência de sinusite que atingiu seu filho. O garotinho, chamado Asafe, contraiu celulite orbital (ou celulite facial), uma infecção bacteriana que atinge o rosto na região dos olhos, após ter sido diagnosticado com a doença.

De acordo com o relato, publicado pela mãe num post do Facebook, Asafe já havia operado o canal lacrimal quando amanheceu com um dos olhos inchados. Achando que se tratava do mesmo problema, os pais o levaram ao oftalmologista, que o transferiu para a internação.

Leia também: Menino de 13 anos morre por causa de sinusite

O garoto havia contraído a celulite orbital, que pode ser decorrente de outras doenças, como a sinusite. Asafe ficou internado por 8 dias, tomando antibióticos, o que evitou consequências mais graves.

“Ele respondeu bem à medicação, tanto que, no terceiro dia de internação, estourou a celulite e, saiu muita secreção por dois dias. Isso dói muito, incomoda, é um sofrimento que, ninguém merece passar”, afirmou a mãe na publicação.

O que é celulite orbital?

De acordo com o pediatra e neonatologista Nelson Douglas Ejzenbaum, membro da Sociedade Brasileira de Pediatria e Academia Americana de Pediatria, a celulite orbital é uma doença infectocontagiosa, contraída por meio de bactérias que penetram pela órbita.

“Pequenas feridas ou até mesmo picadas de mosquito que a criança coça, podem levar bactérias pra dentro da pele, atingindo a órbita e causando a doença”, explica o Ejzenbaum.

A infecção também pode acontecer em outras regiões da face, por isso também é chamada de celulite facial. No entanto, o pediatra alerta para os casos como o de Asafe. “A nossa preocupação é que que essa infecção pode atingir o olho e levar a uma lesão oftálmica, que pode levar até mesmo à cegueira. É perigoso”.

Nesses casos, é recomendável que toda criança que contraia a infecção seja avaliada da melhor forma, para que o diagnóstico mostre se o olho foi atingido ou não.

Celulite facial x Celulite corpórea

A dermatologista Monica Fialho, diretora da clínica Barraskin no Rio de Janeiro, explica que, diferente da infecção, a celulite popularmente conhecida, cujo termo técnico é lipodistrofia ginoide, trata-se de ondulação na pele muito frequente em mulheres. “É preciso esclarecer que a celulite facial é uma doença infecciosa, potencialmente grave se não tratada de forma adequada”, explica a especialista.

Como prevenir e tratar

Ambos os especialistas recomendam que a higienização de áreas de ferimentos é essencial para prevenir a celulite. “Se o filho tem um ferimento, lave o ferimento, não deixe ele coçar para não levar bactérias para dentro do rosto”, explica Ejzenbaum.

“É importante higienizar bem as feridas com água e sabonete indicado por dermatologista. Em geral o tratamento envolve uso de antibióticos, sabonetes anti-sépticos e pomadas bactericidas”, detalha Fialho.

No caso de uma sinusite, como aconteceu com Asafe, o recomendável é que ela seja bem tratada para que não evolua para um quadro mais grave.

+ Confira os assuntos  que mais estão bombando nas redes sociais

Síndrome de burnout – Izabella Camargo conta a sua história no podcast ‘Senta Lá, CLAUDIA’