Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Rainha Elizabeth II morre aos 96 anos

Monarca estava sob supervisão médica em uma de suas propriedades favoritas, o Castelo de Balmoral, na Escócia

Por Da Redação
Atualizado em 8 set 2022, 15h09 - Publicado em 8 set 2022, 14h33

Morreu nesta quinta-feira, 8 de setembro, Elizabeth II, até então atual rainha do Reino Unido. A monarca tinha 96 anos e estava sob supervisão médica em uma de suas propriedades favoritas, o Castelo de Balmoral, na Escócia. “A rainha morreu pacificamente em Balmoral nesta tarde. O rei e a rainha consortes permanecerão no local esta noite e retornarão a Londres amanha”, diz o comunicado oficial do Palácio de Buckingham.  

View this post on Instagram

A post shared by The Royal Family (@theroyalfamily)

Segundo comunicado oficial divulgado pelo Palácio de Buckingham nesta quinta, os médicos de Elizabeth II estavam preocupados com sua saúde e haviam recomendado que ela permanecesse sob supervisão médica. A rainha permanece confortável e em Balmoral”, declarou o Palácio de Buckingham em comunicado. Com a notícia de sua saúde debilitada, filhos e netos da rainha viajaram até o palácio.

Os broches da rainha Elizabeth
A rainha Elizabeth II (| Foto: Pool/Tim Graham Picture Library/Getty Images)

O anúncio da viagem de Harry e Meghan ao encontro da matriarca aumentou a preocupação provocada pelo comunicado de Buckingham, considerando os últimos relatos sobre a relação conflituosa do casal com a família real britânica.

No último dia 6, Elizabeth II chegou a empossar a nova primeira-ministra do Reino Unido, Liz Truss, na propriedade, algo nunca ocorrido antes. Habitualmente, a rainha sempre fez esse ritual no Palácio de Buckingham, mas, por problemas de saúde, escolheu permanecer em Balmoral.

Continua após a publicidade

Agora, se espera que o Príncipe Charles assuma o trono na sexta-feira, quando se reunirá o conselho que o proclamará como o novo rei. No mesmo dia, o primeiro-ministro irá ao Palácio de Buckingham para se encontrar com ele e, logo em seguida, o monarca recém empossado fará uma viagem de 10 dias pelo Reino Unido.

A perda do marido, o príncipe Philip

Em abril de 2021, a rainha perdeu seu grande companheiro de vida, príncipe Philip, com quem foi casada por 73 anos.

Rainha
Rainha Elisabeth II e o marido Príncipe Philip em casamento (| Foto: Ullstein bild/ullstein bild/Getty Images)

Em seu aniversário de 95 anos, pouco tempo depois da morte de Philip, Elizabeth II falou que ficou “profundamente tocada” com todas as homenagens a seu marido, o príncipe Philip. “Apesar de ser um momento de grande tristeza na minha família, foi muito reconfortante para todos nós ver e ouvir tantas homenagens ao meu marido no Reino Unido, na comunidade Commonwealth e ao redor do mundo”, continua a carta.

Operação London Bridge: o que acontece agora?

Os planos oficiais da realeza após a morte da rainha estão organizados desde 1960, quando foi criada a Operação London Bridge, inicialmente compartilhada com poucas pessoas, mas que acabou se tornando pública em 2021. O plano prevê que todas as bandeiras dos palácios deverão ficar a meio-mastro e as atividades governamentais ficarão suspensas por dez dias, exceto atividades essenciais. Como a matriarca da família real faleceu na Escócia, fora do Palácio de Buckingham, um carro da família real fará o transporte do seu corpo de volta à residência principal da monarca.

Continua após a publicidade

Depois de comunicadas todas as autoridades, espera-se que o Príncipe Charles, herdeiro da Coroa, faça o seu primeiro discurso oficial como rei na sexta-feira (9), e então viaje pelo Reino Unido durante dez dias, passando pela Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales, enquanto o cadáver da rainha permanecerá em Buckingham.

No quinto dia do tour, o corpo de Elizabeth II será transferido para o Palácio de Westminster, para que a população possa prestar homenagens durante os próximos três dias. Um memorial público vai acontecer na capela de São George, no Castelo de Windsor, e será televisionado. O funeral está planejado para ocorrer entre 10 e 12 dias após a morte, e a rainha será enterrada na capela memorial Rei George VI. O caixão ficará ao lado de onde está enterrado o duque Philip, seus pais e sua irmã, princesa Margaret.

O site da família real será substituído por uma única página preta, com um breve texto confirmando a morte da rainha, e as redes sociais oficiais permanecerão sem novas postagens. Os sites governamentais exibirão um banner preto em homenagem à monarca. Quase que imediatamente, as novas notas e moedas com a imagem do novo Rei, Charles (que poderá manter seu nome ou optar por outro para seu título oficial), começarão a ser produzidas, substituindo aos poucos as atuais que levam o rosto da rainha. O mesmo deverá ser feito com passaportes britânicos. A cerimônia de coroação do novo rei, no entanto, não deve acontecer antes de a morte da monarca completar um ano. 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.