Menina compra boneca negra e dá resposta sagaz ao ser questionada

Sophia Benner, de 2 anos, tem a pele branca e foi questionada por atendente sobre escolha de boneca: "ela não se parece com você". Veja sua reação

Uma menina de 2 anos de idade deu uma resposta muito inteligente a uma atendente que questionou a escolha de seu brinquedo – uma boneca de pele negra – em uma loja nos Estados Unidos.

Tudo começou quando a pequena Sophia Benner conseguiu completar a tarefa dada pelos pais, Nick e Brandi, de ir ao banheiro sozinha por um mês. Depois de cumprir o desafio, a filha teve como recompensa escolher o brinquedo que quisesse na loja Target.

Leia mais: Qual é a idade ideal para deixar o filho dormir fora de casa?

“Nós demos a ela um cesto vazio (…) É claro que ela escolheu uma boneca”, relatou Brandi em sua conta no Faceboook.

Durante as compras da família, Sophia logo escolheu uma boneca com a cor de pele negra e diferente da sua, que é branca. A escolha de Sophia surpreendeu a caixa da loja no momento em que os pais da garota foram pagar o novo brinquedo da menina.

Leia mais: 7 campanhas publicitárias que quebram o estereótipo sobre ser mulher

“Enquanto estávamos pagando a compra, a caixa perguntou a Sophia se ela estava indo a um aniversário. Ela apontou para a boneca e perguntou se Sophia a escolheu para presentear uma amiga“, lembrou Brandi.

A mãe ainda recordou que precisou intervir na conversa. “Sophia permaneceu parada e eu fiz questão de comunicar a atendente que a boneca era um prêmio por Sophia saber ir ao banheiro sozinha.”

Porém, mesmo com a intervenção de Brandi, a atendente insistiu nas perguntas. “Tem certeza de que é essa boneca que você quer, querida?”. Sophia deu, então, sua primeira resposta: “Sim, por favor!”

Leia mais: Profissões: 3 temas de festa para empoderar as meninas

A caixa insistiu em questionar a escolha da menina. “Mas ela não se parece com você. Temos um monte de bonecas que são mais parecida com você”, disse a atendente.

Brandi contou que ficou muito irritada com os argumentos levantados pela caixa, mas antes que pudesse falar qualquer coisa, Sophia foi mais rápida e esperta em sua defesa. “Ela é parecida comigo, sim. Ela é médica, como eu. E eu sou uma menina bonita e ela é uma menina bonita. Vê o cabelo bonito dela? Vê o estetoscópio dela?”

De acordo com Bandi, a admiração de Sophia pela boneca foi à primeira vista. “Olha mamãe, elas são grandes como eu! Estávamos percorrendo o corredor inteiro quando ela viu a boneca e disse ‘mamãe, que quero aquela ali!'”, contou a mãe da menina ao TODAY.

Para Brandi, a história e a escolha de Sophia só mostram que a questão da diferenciação a cor da pele é algo que se adquire ao longo dos anos. “Esta experiência só confirma minha crença de que não nascemos com a ideia que cor de pele importa. A pele [das pessoas] vem em diferentes cores, como os cabelos e os olhos e todos os tons são belos.”