Kevin Spacey é cortado de filme já pronto após acusações de abuso

A quase um mês da estreia, o diretor Ridley Scott decidiu substituir o ator norte-americano no longa "All the Money in the World"

Após uma série de denúncias de assédio sexual contra Kevin Spacey, o ator será cortado de mais um projeto. Além da série House of Cards e do longa Gore, as cenas que gravou para o filme já pronto All the Money in the World (Todo o Dinheiro do Mundo, em português), do diretor Ridley Scott, serão regravadas com outro ator.

O substituto será o veterano Christopher Plummer, ator canadense que ficou famoso pelo icônico papel de Capitão Von Trapp de A Noviça Rebelde.

Todo o Dinheiro do Mundo narra a história do sequestro do neto do bilionário John Paul Getty III, em 1973, magnata interpretado por Spacey.

Veja mais: “Fui estuprada”: famosas que revelaram ter sofrido abuso sexual

Agora, além de reformular o papel de Kevin, as cenas em que aparece também serão regravadas mesmo com a proximidade da data de estreia, que continua sendo dia 22 de dezembro.

Segunda a revista Variety, o ator gravou sua participação no longa em apenas duas semanas e em muitas das cenas ele aparece sozinho. Michelle Williams e Mark Whalberg, que também integram o elenco do filme, provavelmente participarão das novas filmagens.

A primeira denúncia

No dia 30 de outubro, Kevin Spacey, conhecido pelo papel de Frank Underwood na série House of Cards, foi acusado de assédio sexual pelo também ator Anthony Rapp, famoso pela atuação no filme Star Trek.

Segundo Rapp, o caso ocorreu em 1986 e, até então, o ator nunca havia falado sobre o assunto com ninguém. Na época, ele tinha apenas 14 anos.

Em entrevista ao portal Buzzfeed, Anthony conta detalhes do ocorrido, que aconteceu depois de uma festa no apartamento de Spacey.

Veja mais: Hilarie Burton acusa Ben Affleck de assédio sexual

Após Rapp quebrar o silêncio, o portal da CNN, publicou uma matéria em que dava detalhes sobre os abusos praticados por Kevin contra homens que faziam parte do elenco e da produção do seriado.

Os relatos de homens jovens são muitos e, ainda segundo a reportagem, o ambiente tóxico era criado para favorecer os abusos. Ao todo, 8 integrantes dos sets de filmagem revelaram ter sofrido com as ações violentas de Spacey.

A reposta

Kevin Spacey, apesar de ser conhecido por manter sua vida pessoal bem discreta, também se pronunciou em seu perfil no Twitter.

“Tenho muita admiração por Anthony Rapp como ator. Estou para lá de horrorizado em ouvir essa história. Eu honestamente não me lembro desse acontecimento, aconteceu há mais de 30 anos. Mas se eu realmente me comportei como ele descreve, eu devo a ele desculpas sinceras pelo que foi um comportamento alcoólico profundamente inapropriado. Sinto muito pelos sentimentos que ele descreve ter carregado ao longo de todos esses anos.”

Veja mais: Mulheres compartilham seus casos de assédio sexual no transporte

Depois disso, o ator assumiu sua homossexualidade, gesto amplamente criticado por muitos, sobretudo por parecer uma maneira de acobertar as denúncias.

Segundo a BBC Brasil, um representante do ator afirma que Spacey está procurando ajuda médica. “Kevin Spacey vai tirar o tempo necessário para buscar diagnóstico e tratamento”, informou à revista Variety.