Família perde dois irmãos vítimas de crimes ligados à transfobia

Em um intervalo de dois anos, Lorena e Petherson foram mortos pela intolerância a pessoas trans

Uma família se viu diante de duas tristes perdas. Na última segunda-feira (12), Lorena Vicente, 23, foi morta e a suspeita é de que a mulher tenha sido vítima de crime de intolerância. Há dois anos, seu irmão, Petherson dos Santos também morreu ao tentar defendê-la de ofensas transfóbicas.

A morte de Lorena aconteceu depois que adolescentes começaram a passar mal depois de usaram lança-perfume na praça onde a mulher morava.

Eles foram socorridos pela vítima, mas foi acusada pelo tio de um dos adolescentes de ter sido a fornecedora da substância. Segundo a família de Lorena, ele não gostava muito da vítima.

Na discussão, o homem teria dado socos em Lorena e é apontado como o suspeito pelo homicídio. O acusado segue foragido.

Em 2017, outro crime abalou a família de Lorena. Ao ouvir ofensas dirigidas à irmã, Petherson tentou defendê-la, m as acabou levando socos no rosto e morreu.

De acordo com o G1, o responsável pela agressão e morte de Petherson foi indiciado pelo crime, mas não há informações sobre sua prisão.

Leia mais: