A festa ‘babado’ dos 50 anos do Jornal Nacional

Reencontro de apresentadores e de Fátima Bernardes e William Bonner, com seus atuais, marcaram a comemoração de meio-século do telejornal

O Jornal Nacional completou 50 anos de exibição no último domingo, 1º de setembro. Há meio século, Hilton Gomes e Cid Moreira davam o primeiro “boa noite” que preencheria as casas brasileiras nas noites de segunda a sábado. Para comemorar a trajetória do jornalístico, apresentadores e ex-âncoras se uniram em uma festa cheia de reencontros – como o de Fátima Bernardes e William Bonner.

Não perca o que está bombando nas redes sociais

Entre os profissionais que formaram a história do JN, estavam Sérgio Chapelin, que formou dupla com Cid Moreira, Alice Maria, uma das criadoras do jornal, e Glória Maria. Entre os apresentadores das últimas gerações, além de Fátima e Bonner, Renata Vasconsellos, Patrícia Poeta, Sandra Annenberg, Cristina Ranzolin e Márcio Bonfim eram alguns dos convidados.

No entanto, não só de ex-jornalistas do JN era formada a festa. Túlio Gadêlha marcou presença ao lado de Fátima, assim como Natasha Dantas, esposa de Bonner, também participou da comemoração.

“Adorei ver a felicidade desse casal [Natasha e Bonner]. Fiquei muito feliz com o carinho que me receberam”, escreveu Ranzolin em foto que compartilhou no Instagram ao lado do casal. A jornalista também publicou um clique com Fátima e Túlio. “Hoje feliz no Encontro com Fatima e com o namorado Tulio Gadelha”, escreveu.

Cristina Ranzolin tirou fotos com os dois casais Cristina Ranzolin tirou fotos com os dois casais: Fátima e Túlio e Bonner e Natasha

Cristina Ranzolin tirou fotos com os dois casais: Fátima e Túlio e Bonner e Natasha (Instagram/Reprodução)

Inclusive, Ranzolin formou, ao lado de Márcio Bonfim, a primeira dupla do rodízio de âncoras que o Jornal Nacional iniciou para comemorar os 50 anos de existência. O rodízio acontecerá sempre aos sábados, com representantes dos telejornais locais de todos os Estados e do Distrito Federal.

Lançamento de livro

As homenagens ao meio século do JN não param por aí. Foi lançado também, pela Editora Globo, o livro “JN – 50 anos de telejornalismo”. Ele é formado por depoimentos dos fundadores da Globo, de diretores e jornalistas que fazem o jornalístico diariamente, mostrando não só apenas como funciona o que vemos na TV, mas também os bastidores do programa.

“O livro de 50 anos reúne depoimentos de nós todos que integramos esse grupo que fazemos o JN. Depoimentos colhidos pelo Memória Globo”, disse Bonner. “É um livro muito bonito, a gente espera que todos gostem e se emocionem com eles.”

“Eu costumo dizer que o JN é a coroa do telejornalismo brasileiro. E eu acho que é isso que ele representa pra gente. Pra nós, jornalistas, e também pras famílias brasileiras, pra quem acompanha o JN”, comentou Patrícia Poeta.

Leia também: Em despedida, Cauê Fabiano ganha presente de Fátima Bernardes

+ César Tralli e Globo são absolvidos de ação movida por policial militar

PODCAST – Está na hora de pedir aumento de salário?