Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

É época de mexerica! Aprenda duas receitas salgadas e uma doce com a fruta

Além da linda cor, a mexerica tem um aroma único, que perfuma o ambiente. A chef Ana Luiza Trajano aproveita essa intensidade para preparar um menu completo

Por Marina Marques - Atualizado em 7 Maio 2020, 14h33 - Publicado em 5 Maio 2020, 09h00

Ela está entre as frutas mais populares do nosso país. Com casca grossa e perfumada, a mexerica coleciona diferentes nomes, dependendo da região em que é consumida. Há quem a chame de tangerina, bergamota, mandarina, mimosa… Neste mês de maio, inicia-se a época da safra dessa delícia.

Para aproveitar ao máximo o potencial da fruta, a chef Ana Luiza Trajano sugere, além de saborear os gominhos in natura, incluí-la em diversas receitas. “Assim como o limão, a mexerica pode ser usada em marinadas e molhos”, explica a idealizadora do Instituto Brasil a Gosto. Com sabor agridoce, o molho que ela ensina a fazer combina perfeitamente com peixes como a tainha. “A fruta ainda é bonita, o que a torna uma grande aliada na decoração dos pratos”, diz a chef paulista. É o caso da sobremesa, em que a casca, caramelizada, surpreende e confere sabor acentuado ao sorvete de castanha de caju.

Confira receitas deliciosas com mexerica:

Salada de folhas com frango e mexerica

Salada de folhas com frango e mexerica
Rogério Voltan/CLAUDIA

PRONTO EM 15 MINUTOS + TEMPO DE MARINADA
RENDE 2 PORÇÕES

Para o frango
1 peito de frango desossado (250 gramas)
Suco de 1 mexerica
1 colher (sopa) de mostarda Dijon
1 colher (sopa) de azeite
1 pitada de sal e pimenta-do-reino
Para a salada
Suco de 1 mexerica
1 colher (sopa) de mostarda Dijon
1/4 de cebola roxa cortada em cubos pequenos
1/3 de xícara de azeite extravirgem
Sal e pimenta-do-reino a gosto
1/2 abobrinha em fatias cortadas em quatro
Folhas verdes variadas higienizadas
1/3 de xícara de castanha-do-pará tostada
1/3 de xícara de semente de girassol tostada
Flores comestíveis

Prepare o frango Com pelo menos uma hora de antecedência, tempere o frango em uma vasilha com os demais ingredientes. Reserve.
Prepare a salada Em um bowl, junte o suco de mexerica, a mostarda e a cebola roxa. Mexa bem com um fouet e vá adicionando o azeite aos poucos até o molho engrossar. Tempere com sal e pimenta e reserve. Aqueça uma frigideira de fundo grosso e toste a abobrinha de ambos os lados (sem sal, para não soltar água). Retire da frigideira, tempere com sal e reserve. Retire o frango da marinada e remova o máximo de líquido possível com papel-toalha (reserve a marinada). Em outra frigideira bem quente, regada com um fio de azeite, tempere-o com sal e leve ao fogo, virando-o, até que fique dourado dos dois lados. Tampe e deixe cozinhar por três minutos. Regue com o líquido da marinada, soltando com uma espátula a crosta que se formou no fundo da frigideira. Retire o frango e deixe repousar. Monte a salada fazendo uma cama com as folhas. Por cima, distribua a abobrinha, as castanhas, sementes de girassol e flores comestíveis. Fatie
o frango e disponha ao lado da salada. Regue com o molho de mexerica e sirva.

Tainha com molho de mexerica e gratinado de maçã verde

Tainha com molho de mexerica e gratinado de maçã verde
Rogério Voltan/CLAUDIA

PRONTO EM 1 HORA
RENDE 4 PORÇÕES

Para o gratinado de maçã verde
1/2 xícara de azeite
1/4 de xícara de melaço de cana
1 colher (sopa) de suco de limão
Sal a gosto
5 maçãs verdes, sem casca, cortadas em fatias finas
Para o molho de mexerica
75 gramas de tapioca flocada
1 1⁄2 xícara de suco de mexerica
1 colher (sopa) de azeite
Sal e pimenta-do-reino a gosto
Para a tainha
4 filés de tainha, com pele, com cerca de 120 gramas cada um
Sal e pimenta-do-reino a gosto
5 colheres (sopa) de azeite

Prepare o gratinado de maçã verde Em uma tigela, misture o azeite com o melaço e o suco de limão. Tempere com sal e bata com um batedor de arame até a mistura ficar homogênea. Em uma assadeira, disponha as maçãs em camadas e regue cada uma com a emulsão de azeite. Cubra com papel-alumínio e leve ao forno preaquecido a 160ºC por 20 minutos ou até dourar. Prepare o molho de mexerica Em uma panela, junte a tapioca e 250 mililitros do suco de mexerica e deixe cozinhar até engrossar. Espere esfriar e bata no liquidificador com o suco restante, o azeite, sal e pimenta-do-reino até formar um molho espesso. Prepare a tainha Em uma vasilha, tempere os filés com sal e pimenta-do-reino. Em uma frigideira quente, aqueça o azeite e doure o peixe com o lado da pele virado para baixo até ficar crocante. Cozinhe do outro lado e sirva com o molho e o gratinado.

Continua após a publicidade

Sorvete de castanha de caju com casca de mexerica cristalizada

Sorvete de castanha de caju com casca de mexerica cristalizada
Rogério Voltan/CLAUDIA

PRONTO EM 30 MINUTOS + TEMPO DE MOLHO E FREEZER
RENDE 4 PORÇÕES

1 1⁄2 xícara de castanha de caju crua, sem sal
1 colher (sopa) de vinagre
3 colheres (sopa) de açúcar demerara
Para a casca de mexerica cristalizada
2 xícaras de casca de mexerica cortada em cubinhos
1 xícara de açúcar demerara

Em uma tigela, cubra a castanha de caju com água, junte o vinagre e deixe de molho por oito horas. Passado esse tempo, escorra e lave com água. Reserve. Em uma panela pequena, leve ao fogo baixo 1/2 xícara de água com o açúcar demerara durante cinco minutos, até apurar e derreter todo o açúcar. Espere amornar, transfira para o liquidificador com as castanhas e bata aos poucos, desligando o aparelho e misturando com uma colher, até obter uma massa bem lisa. Leve ao freezer por seis horas. Retire do congelador, corte em
pedaços e volte ao liquidificador batendo bem. Repita o processo mais duas vezes até obter uma massa cremosa. Prepare a casca de mexerica Deixe as cascas de mexerica de molho em água fria por 24 horas. Escorra e troque a água, repetindo a operação mais duas vezes. Em uma panela, leve-as ao fogo baixo com o açúcar e 1 xícara de água, mexendo de vez em quando para que o açúcar não queime. Estará no ponto quando a água secar e as cascas ficarem açucaradas. Transfira para uma assadeira e deixe esfriar. Armazene
num pote hermeticamente fechado. Na hora de servir, salpique o sorvete com a casca.

TEXTO Marina Marques | FOTOS Rogério Voltan | PRODUÇÃO Florise Oliveira | CONCEPÇÃO VISUAL Lorena Baroni Bósio

Em tempos de isolamento, não se cobre tanto a ser produtiva:

Publicidade