Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Por que a rainha Elizabeth impôs uma “lei do silêncio” no Palácio

A monarca foi a primeira a se manifestar sobre a entrevista de Harry e Meghan em entrevista à Oprah

Por Da Redação 12 mar 2021, 12h48

A rainha Elizabeth II, ao que tudo indica, teria proibido a equipe do palácio de se envolver com os assuntos que envolvem o príncipe Harry e Meghan Markle.

De acordo com informações dadas pelo Daily Mail, os funcionários reais foram proibidos de se envolver, pois a rainha estaria cuidando das questões pessoais ela mesma, indo diretamente até Harry e Meghan e resolvendo tudo em família

“As pessoas estão literalmente se recuperando do que aconteceu e alguns funcionários adorariam refutar publicamente algumas das coisas que foram ditas sobre eles. Porém, a Rainha adotou uma abordagem muito medida e sensata. Ela está liderando pelo exemplo. Este é um assunto para ela e sua família. Há um longo caminho a percorrer, mas espero que as coisas comecem a se mover na direção certa para que as pontes sejam construídas”, disse uma fonte anônima ao jornal britânico, confirmando o posicionamento da rainha com relação à situação. 

Após a entrevista bombástica que Harry e Meghan Markle concederam à apresentadora americana Oprah Winfrey, em que diversas questões foram levantadas, como a saúde mental de Meghan e comentários racistas em torno de Archie, filho do casal, já pudemos sentir o posicionamento que a monarca teria adotado, após ser a primeira a se pronunciar sobre o assunto no início da semana através de uma nota do Palácio de Buckingham.

Leia mais sobre a manifestação da rainha Elizabeth II por meio de nota publicada pelo Palácio de Buckingham.

Na nota, Elizabeth deixou claro que o assunto se trata de família ao dizer que “Harry, Meghan e Archie serão sempre membros muito amados”.

  •  

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade