Por que princesa Diana se sentiu “excluída” no batismo do príncipe William

Apesar das fotos passarem a impressão de um dia perfeito, para Lady Di "tudo estava fora de controle"

Há 37 anos, a família real britânica se reuniu para celebrar o bastimo do pequeno William. Com muita pompa e uma lista de regras e tradições, o evento foi mostrado ao público como uma perfeita celebração. Mas, ao que parece, nem tudo foram flores.

Veja o que está bombando nas redes sociais

Para começar, por falta de estoque da água sagrada do rio Jordão, o príncipe foi batizado com água comum da torneira. Detalhe este que se tornou insignificante diante de outros problemas na cerimônia.

Diana e Charles no batizado do príncipe William

 (Anwar Hussein/Getty Images)

“Ninguém me perguntou qual era o melhor horário para o William. 11 da manhã! Não poderia ser pior”, contou a própria princesa Diana ao biógrafo real Andrew Morton para o livro Diana: Sua verdadeira história.

De fato, em vídeos da celebração é possível ver o recém-nascido chorando na maior parte do tempo, enquanto a mãe tenta acalmá-lo, também desconfortável.

Além disso, a princesa se sentiu deslocada durante a maior parte do tempo. “Intermináveis fotos da rainha, rainha mãe, Charles e William. Eu fui totalmente excluída aquele dia. Me sentia desesperada porque, literalmente, tinha acabado de dar à luz – William tinha apenas 6 semanas. E tudo foi decidido sem me consultarem. Daí as imagens medonhas”, revelou.

Lady Di ainda acrescentou que “tudo estava fora de controle, tudo. Eu não me sentia muito bem e sentia meus olhos encherem de lágrimas. William começou a chorar também. Ele deve ter percebido que eu não estava muito empolgada”.

Leia também: Reencarnação? Garoto de 4 anos age como se fosse Lady Di

+ A tradição que Lady Di quebrou no dia de seu casamento 

Carga mental: você se sente sobrecarregada em casa?