Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Diário De Uma Quarentener

Juliana Borges é escritora, pisciana, antipunitivista, fã de Beyoncé, Miles Davis, Nina Simone e Rolling Stones. Quer ser antropóloga um dia. É autora do livro “Encarceramento em massa”, da Coleção Feminismos Plurais.
Continua após publicidade

Obrigada, Moraes Moreira!

Para cada momento da minha vida, há de ter alguma composição de Moraes Moreira para pintar o céu da memória

Por Juliana Borges
13 abr 2020, 21h07

São Paulo, 13 de abril de 2020.

Isso é um diário. E, como tal, tem seus altos e baixos. Esse acabou sendo marcado por memória e perda, lá se foi Moraes Moreira.

Antônio Carlos Moraes Pires nasceu em Ituaçu, cidade baiana, há cerca de 470 km de Salvador. Para essa última, o ainda Antônio Carlos se mudou em 1966 para buscar o sonho de cursar Medicina. Na pensão onde morava, conheceu Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão, que o apresentaram a Tom Zé. Essa pedra mágica no meio do caminho, que mudaria o curso dos acontecimentos para a nossa sorte e graça.

Em 1969, junto de Baby Consuelo, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão, forma o grupo Novos Baianos, que é de onde começa minha história com Moraes Moreira. “Acabou chorare, faz zunzum pra eu ver/Faz zunzum pra mim/Abelho, abelhinho escondido faz bonito/Faz zunzum e mel…”. E assim eu dormia sob uma composição e som acolhedor, pela voz de um baiano, sob a voz de minha mãe. Daí a memória de, ainda pequena, dançar na sala de casa com ela a trilha de “preta pretinha”, em um sábado ensolarado de faxina na casa.

Ou mesmo a memória dos tempos de gramadão da Faculdade de Letras da USP ao som de “A menina dança”, regado a bons debates sobre a política nacional, a literatura, a sociedade, os desatinos de se intentar a crítica literária sem passar por leituras minuciosas de Antonio Candido. Sem dúvida, para cada momento da minha vida, há de ter alguma composição de Moraes Moreira para pintar o céu da memória.

Continua após a publicidade

Como todo gênio da música, Moraes Moreira também passeou por ritmos e se provou versátil em composição. De primeiro a colocar voz em trio elétrico, do seu interesse pelo rap a partir do repente e propor experimento-encontro em um de seus discos, da ponte entre ritmos brasileiros e o rock n’ roll.

Obrigada, Moraes Moreira pela psicodelia, pela inovação, por um dos shows mais maravilhosos que já fui em minha vida (em 2012, com a Jazz Sinfônica), pela música de ninar, pela liberdade, pela poesia! Obrigada!

 

“ Vivemos num mundo insano

Continua após a publicidade

Queremos mais liberdade,

Pra que tudo isso mude

Certeza, ninguém se ilude

Não tem tempo, nem idade”

Continua após a publicidade

(Moraes Moreira, “Quarentena”, 17 de março de 2020)

 

Acompanhe o “Diário De Uma Quarentener”:

01/04 – A rotina do isolamento de Juliana Borges no “Diário De Uma Quarentener”

02/04 – O manual de sobrevivência de uma quarentener

Continua após a publicidade

03/04 – Permita-se viver “o nada” na quarentena sem culpa

06/04 – O que a gente come tem algo a ver com as pandemias?

07/04 – As periferias e as mobilizações na pandemia

08/04 – Um exemplo de despreparo em uma pandemia

Continua após a publicidade

09/04 – Como perder a noção do tempo sem esquecer a gravidade dos tempos

10/04 – Não é hora de afrouxarmos o distanciamento. Se você pode, fique em casa!

11/04 – 3 filmes para refletir sobre a pandemia da Covid-19

12/04 – Nesta Páscoa, carrego muitas saudades. Hoje, minha mãe completaria 54 anos

Resiliência: como se fortalecer para enfrentar os seus problemas

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.