CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS
Denise Steiner Por DERMATOLOGIA A médica Denise Steiner é dermatologista, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia e doutora pela Unicamp

Os melhores procedimentos estéticos para fazer no inverno

Tratamentos mais abrasivos - que trazem melhores resultados - são indicados na estação

Por Denise Steiner Atualizado em 23 jun 2022, 16h02 - Publicado em 24 jun 2022, 08h49

O inverno é o momento do ano com menor intensidade de radiação solar e temperaturas mais baixas, configurando ser a época ideal para “agredirmos” a pele de forma mais intensa e completa. Nesse sentido, agredir quer dizer buscar resultados melhores e mais duradouros.

O inverno é o melhor momento para realizarmos peelings profundos como o fenol ou laser ablativo como o de CO2. No caso do peeling de fenol, usamos formulações complexas com óleo de Cróton, fenol, água e sabão, que penetram na pele de forma profunda. Ele causa necrose e provoca uma resposta cicatricial que remodela o colágeno de forma intensa nesse período de recuperação.

A pele descama e exsuda, passando por um processo inflamatório inerente ao processo de cicatrização. O período do inverno torna essa recuperação um pouco mais fácil. Já a radiação ultravioleta pode facilitar a hipercromia pós-inflamatória. 

O laser de CO2, que é um laser ablativo, também melhora a pele em vários parâmetros, mas tem recuperação com muita descamação e avermelhamento. As pessoas submetidas a processos ablativos têm recuperação mais fácil e melhor quando conseguem evitar a radiação ultravioleta exagerada.

O tratamento do melasma, especialmente quando usamos tecnologias como o laser, também tem melhor resultado no período do inverno, isso porque a radiação ultravioleta é uma das mais agressivas em relação à provocação de manchas. Ele não é somente uma mancha, mas sim um processo de resposta de determinados indivíduos a vários tipos de agressões, entre elas a radiação solar e também altas temperaturas. O laser mais indicado para o tratamento é aquele que tem fluências mais baixas e pulsos ultracurtos.

Continua após a publicidade

Durante o tratamento do melasma, a pele do paciente fica mais sensível e reage a altas temperaturas e exposições solares, mesmo que em curtos espaços de tempo. É importante lembrar também que toda a pele do paciente com melasma é susceptível à luz solar. Os resultados são melhores quando as sessões são feitas no período de março a agosto e principalmente nos meses do inverno.

De uma maneira geral todos os tratamentos que causam agressão e inflamação à pele devem ser realizados no inverno. O laser fotona, que tem a tecnologia 4D, trata o envelhecimento cutâneo com quatro ponteiras que se somam e de forma sinérgica propiciam melhora da flacidez e textura. A recuperação desse procedimento é tranquila, pois ocorre uma descamação suave durante cerca de três dias. Os resultados são mais interessantes no período de junho a agosto.

Todos os procedimentos que agridem a pele, como microagulhamento e microinfusão de medicamentos na pele, que embora tenham recuperação rápida e sejam realizados em qualquer época do ano, também podem e devem ser realizados na temporada de frio.

Aproveitar a melhor época do ano para cada procedimento é inteligente para que os resultados sejam os mais rápidos e melhores.

Cuide-se. 

Continua após a publicidade

Publicidade