Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Conversa de Vó Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Natália Dornellas é jornalista, podcaster e ativista da longevidade. Procura por avós e avôs para prosear e histórias de #avosidade para contar. É criadora do podcast Conversa de Vó e cofundadora da plataforma 40+ AsPerennials
Continua após publicidade

Esta é a Dona Neusa, a vovó blogueira que é estrela de comercial

Dona Neuza, de 90 anos, é a vovó de hoje da coluna "Conversa de Vó", de Natália Dornellas

Por Natália Dornellas
6 nov 2020, 13h30

Muito antes da invasão das vovós e vovôs às redes sociais, havia o blog da Vovó Neuza Sim, há exatos 12 anos, essa bióloga com flerte pelo memorialismo, estreou na blogsfera com o objetivo único de escrever – sem cortes! – sobre arte, literatura, filmes e São Paulo, seu objeto de estudo e devoção.

“Ao longo dos anos venho tentando me descrever, falar de como me sinto e dos objetivos do ano a cada época”, diz, logo na introdução da seção “Eu sou assim” do blog, que foi atualizado esta semana com mais relatos sobre seu isolamento, durante a pandemia, e uma dica preciosa de leitura.

No Blog, Neuza Guerreiro de Carvalho, de 90 anos, conta também os detalhes da campanha publicitária (sabe a vovó́ no comercial do iFood? É ela! Confira abaixo) que acaba de estrelar e recomenda “A Bailarina da Morte”, de Lilia Schwarcz e Heloisa Starling: “Livro muito especial de duas acadêmicas que sabem usar uma linguagem accessível, fruto de pesquisas certas em quantidades certas. Em um primeiro momento, um texto denso e completo da época, desde a Primeira Guerra Mundial, de 1914 até 1919/20, quando a Gripe Espanhola foi embora sem que ninguém soubesse o que a causava porque os conhecimentos científicos eram poucos”.

Mãe de dois filhos e avó de quatro netos, dona Neuza tem uma rede de apoio enorme, formada por amigos – quase sempre gays, como gosta de frisar – que acabam cumprindo a função de mimá-la bastante. “Tenho um amigo, o Sérgio, que faz questão de vir aqui em casa só para trazer um pedaço do bolo que ele mesmo fez”, conta ela.

Continua após a publicidade

Nascida em 12 de abril de 1930, dona Neuza é paulistana e formou-se em 1951 no antigo curso de Historia Natural, quando a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP funcionava no Palácio Jorge Street, no centro de São Paulo. E é sobre essa cidade que ama e domina o seu próximo curso, batizado de “Caminhando por São Paulo com Neuza Guerreiro de Carvalho”, que terá início no dia 21 de novembro.

Contei só um pouquinho sobre ela para você ir correndo ao blog e – quiçá? – organizar a agenda para participar da nossa “Conversa de Vó”, neste domingo, dia 8 de novembro, às 11h.

Continua após a publicidade

*Para ver mais histórias com esta e acompanhar a minha “curadoria de avós”, acesse nataliadornellas.com.br ou @nataliadornellas, no Instagram. E se conhecer personagens que mereçam ter suas histórias contatadas, por favor, me deixe saber (natalia@nataliadornellas.com.br)

 

 

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.