Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Ana Claudia Paixão Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

A jornalista Ana Claudia Paixão (@anaclaudia.paixao21) fala de filmes, séries e histórias de Hollywood
Continua após publicidade

O reconhecimento de Nicole Kidman em Hollywood

Atriz é a primeira australiana a receber o AFI Life Achievement e a 11ª mulher homenageada em 50 anos do prêmio. Uma lenda confirmada!

Por Ana Claudia Paixão
12 jan 2024, 09h42

Pode parecer estranho hoje, afinal, ela é uma das maiores estrelas em atividade, mas Nicole Kidman foi alvo de misoginia por mais de uma década em Hollywood.

Desde o início, era indiscutivelmente uma das melhores atrizes de sua geração, mas, nem com todo talento se livrou do estigma de ser chamada de “esposa de Tom Cruise”. Mesmo depois que se separou, foi inicialmente citada como “ex-mulher de Tom Cruise”, mesmo com consistente carreira no Teatro, Cinema e TV.

Irônico que um baixinho Tom Cruise tivesse uma sombra tão alta (Nicole tem mais de 1m70), mas é fato que a marca Cruise-Kidman não a ajudava.

A mudança de cenário veio pela força de espírito da atriz, que se lançou em projetos ousados e há 21 anos ganhou o Oscar como Melhor Atriz pelo filme As Horas.

Continua após a publicidade

Hoje, ela é simplesmente “Nicole” e será a homenageada de 2024 com o Lifetime Award do American Film Institute (AFI), o 49º da instituição. É muito importante esse reconhecimento.

A premiação, na verdade, estava prevista para 2023, mas, com as greves dos roteiristas e atores, foi reagendada para abril de 2024. Tudo bem. Ainda melhor do que ver Nicole nas telas ou nos palcos é vê-la no tapete vermelho, um ícone lendário que a coloca entre uma das mais elegantes de todos os tempos.

Sem surpresa, Nicole Kidman representa seu país como poucos. Desde sempre artistas australianos se destacaram, mas ela é a primeira a receber o prêmio AFI Life Achievement.

Continua após a publicidade

Hoje com 57 anos, ela é um exemplo: superou o desafio de mulheres em Hollywood, que após os 40 anos têm dificuldade de trabalhar. Como ela fez? Navegou entre produções de grande e menor porte com a mesma facilidade, sem se restringir à gêneros ou padrões.

Versatilidade e coragem sempre foram sua assinatura, seja em drama, aventura, comédia ou musical, sempre encontramos uma atriz disposta a sair da zona de conforto.

Por conta de seu talento, teve a oportunidade de trabalhar com alguns dos melhores cineastas da História, de Stanley Kubrick a Jane Campion, Sofia Coppola, Baz Luhrmann, Anthony Minghella, Sydney Pollack, e Lars von Trier.

Continua após a publicidade

Foi indicada nada menos do que cinco vezes ao Oscar (deveria ter sido mais) e ganhou um, além de dois Emmys, seis Globos de Ouro, e dois BAFTAs.

Antes de Nicole, apenas 10 mulheres receberam a homenagem da AFI: Bette Davis, Bárbara Stanwyck, Elizabeth Taylor, Barbra Streisand, Meryl Streep, Shirley MacLaine, Jane Fonda, Diane Keaton, e Julie Andrews.

Incluir seu nome nesse grupo, com apenas 57 anos, é um prestígio que confirma o status da atriz como efetivamente uma lenda em Hollywood.

Continua após a publicidade
Nicole Kidman interpreta Lucille Ball em “Being the Ricardos”, nova produção da Amazon Prime Video
Nicole Kidman interpreta Lucille Ball em “Being the Ricardos” (| Foto: Amazon Prime Video/Reprodução)

Embora ela seja ainda jovem para receber o Prêmio AFI Life Achievement, é mais do que justo. Criado há 50 anos, só é concedido a um único homenageado por ano e ele deve atender ao critério de que “cujo talento tenha avançado de forma fundamental na arte cinematográfica; cuja realização foi reconhecida por acadêmicos, críticos, pares profissionais e pelo público em geral; e cujo trabalho resistiu ao teste do tempo.”

A carreira profissional de Nicole Kidman começou com ela ainda adolescente na Austrália, mas em Hollywood está estável há 35 anos, um feito raro para qualquer artista.

Continua após a publicidade
Nicole Kidman em still de
Nicole Kidman em Moulin Rouge. (20th Century Studios (Getty)/Reprodução)

E juro que não é fofoca, mas, tenho um ‘sonho longe e distante’: embora divorciados há 24 anos, seria importante e emocionante se Tom Cruise fosse à cerimônia e prestasse homenagem a ela.

Afinal, foi com ele que ela estreou nos Estados Unidos (embora fosse acontecer inevitavelmente) e, à parte de qualquer problema pessoal entre eles, ela certamente está de igual para ele hoje e tê-lo reconhecendo o tamanho (literal) de Nicole Kidman, seria muito poderoso. Fecharia um ciclo!

Mas ela é tão acima que nem precisa disso, né?

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.