Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Marcha das Mulheres reúne famosas para pressionar Donald Trump

A Marcha das Mulheres acontece um dia após a posse do novo presidente dos EUA em busca da construção de uma sociedade onde todos sejam respeitados,

Por Ana Flavia Monteiro Atualizado em 20 jan 2020, 22h33 - Publicado em 19 jan 2017, 14h32

“E se as mulheres marchassem em massa em Washington no dia da tomada de posse de Donald Trump?”, essa foi a pergunta postada por Teresa Shook, uma advogada aposentada residente no Havaí, num grupo do Facebook após a eleição do republicano para a presidência dos Estados Unidos e que incitou um movimento no país conhecido como A Marcha das Mulheres, que acontecerá nesse sábado (21).

Com sede inicial em Washington, onde fica a Casa Branca, a ideia de Teresa ganhou milhares de apoiadoras em apenas alguns minutos e se alastrou ao redor do mundo como um movimento a favor dos direitos das mulheres. Com a adesão de diversos países, a luta passa a ser não só contra um presidente misógino, racista, machista, segregacionista e xenófobo, mas sim contra uma sociedade (e um mundo) que partilha dessas características.

Para aumentar a visibilidade da luta, diversas famosas, como Demi Lovato, Cher, Olivia Wilde, Katy Perry, Lupita Nyong’o, Julianne Moore e Scarlett Johansson, expressaram publicamente o interesse em participar da marcha.

https://www.instagram.com/p/BPYugOKAhJf/?taken-by=ddlovato

A cantora Janelle Monáe confirmou sua presença como performer no sábado: “A música sempre foi um instrumento poderoso para unir as pessoas e eu acredito que se permanecermos juntos, nossas vozes serão mais poderosas que qualquer força que tentar nos reprimir”, disse a cantora.

Beyoncé usou sua conta no Facebook para apoiar a causa: “Como cidadãos globais, nós podemos fazer nossas vozes serem ouvidas e tornar esse estado de alerta em ações efetivas e mudanças positivas #WomensMarch”.

A página oficial do Twitter da Marcha das Mulheres publicou o vídeo sobre o movimento.

Além de diversos posteres com dizeres empoderadores para inspirar a marcha.

Continua após a publicidade
Publicidade