Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Intel promete cobrir tratamentos para fertilidade para atrair mulheres

Cada vez mais as grandes empresas estão se preocupando com a qualidade de vida de seus funcionários. Descubra mais uma novidade

Por Stephanie Bevilaqua (colaboradora) Atualizado em 31 out 2016, 11h31 - Publicado em 20 out 2015, 15h14

Para a maioria dos padrões, os americanos que trabalham com tecnologia são muito sortudos: as grandes empresas geralmente são generosas e precursora de novos recursos trabalhistas. E por outro lado, são elas que saem ganhando, pois possuem os melhores talentos do mercado – todos querem estar nessas empresas.

A Intel foi a última a anunciar um desses recursos: eles estão revendo sua cobertura de serviços de fertilidade e adoção paras suas funcionárias. Ou seja, além de oferecer um plano de saúde – dos melhores, ele ainda cobrirá tratamentos de fertilização in vitro e oferecerá assitência para a compra de medicamentos.

Os benefícios para pais adotivos também triplicam. De US$ 5 000 de auxílio por criança, o valor vai para US$ 15 000. A empresa também decidiu cobrir os custos quando seus funcionários decidirem congelar óvulos, esperma, embriões ou sangue do cordão umbilical. E, além disso, as novas políticas também incluem a comunidade LGBT em processos de fertilidade.

Ogden Reid, vice-presidente e diretor da área de benefícios, diz que eles estão sendo desenvolvidos para ajudar, atrair e conservar os pais trabalhadores e especialmente as mulheres. “Isso tudo é sobre criar um ambiente coorporativo que busca o equilíbrio entre o trabalho duro e a qualidade de vida da família”, completa Ogden.

Continua após a publicidade
Publicidade