Dia do Laço Branco engaja homens no combate à violência contra mulher

Assista ao cordel do poeta Tião Simpatia em homenagem à data

Uma das definições mais encontradas para a palavra empatia é: ação de se colocar no lugar de outra pessoa. O significado também cabe perfeitamente para a data de hoje (6), o Dia do Laço Branco, em que homens são incentivados a se engajar pela causa do fim da violência contra a mulher

A campanha teve início a partir de um fato que ocorreu em 6 de dezembro de 1989. Neste dia, um rapaz de 25 anos invadiu uma sala de aula no Canadá, gritando “vocês são todas feministas”, e ordenou que todos os homens se retirassem da sala. Depois disso, o homem atirou e assassinou 14 mulheres.

Em uma carta deixada pelo rapaz, ele disse que havia feito aquilo pois não suportava a ideia de ver mulheres estudando engenharia. O crime mobilizou muitas pessoas e gerou um debate sobre desigualdade de gênero e violência. Assim, surgiu a primeira campanha do Laço Branco, criada por homens que adotaram o lema de “jamais cometer um ato violento contra as mulheres e não fechar os olhos frente a essa violência”.

Para relembrar todas as vítimas de violência doméstica e feminicídio, convidamos o finalista do Prêmio CLAUDIA 2019 na categoria Eles por Elas, Tião Simpatia, para fazer um cordel especial. Em visitas a escolas no Piauí e no Ceará, o poeta apresenta cordel sobre Lei Maria da Penha. Assista ao vídeo abaixo.

Leia mais: Cofundadora do Nubank revela como concilia maternidade e trabalho

+Reportagem publicada em CLAUDIA conquista prêmio de Direitos Humanos