Como deixar seu cachorro calmo quando ele estiver sozinho em casa

Apesar de seguros e dóceis na sua presença, os cães podem ficar estressados quando estão sozinhos. Porém, estes truques ajudam a diminuir essa ansiedade

Os cãozinhos tendem a depender muito de seus donos e essa relação, além de muito forte, cria muita confiança e carinho. No entanto, aqueles recém-adotados demoram um pouco para se acostumar com a nova casa e a rotina das pessoas que vivem nela – e no começo tendem a sentir muito medo de ficar sozinhos.

De modo geral, esse medo pode fazer com que o cão reaja de diferentes formas: latindo, arranhando os móveis ou mordendo tudo que encontrar pela frente. Essa reação também é uma demonstração de certa resistência a ficar sozinho, o que pode acontecer por motivos muito mais complexos do que imagina.

Leia mais: 33 receitas para uma festa junina deliciosa

Insegurança, maus-tratos e até mesmo o trauma da separação da mãe podem ser alguns dos fatores causadores da inquietação e até gerar uma síndrome chamada ansiedade de separação. E toda essa angústia se transforma nessa uma conduta destrutiva e em latidos excessivos.

Para que os animais não se sintam angustiados quando estiver sozinho, alguns truques podem ajudar – e praticá-los desde cedo é o ideal.

Leia mais: Maria Ribeiro e Ella, filha de Fábio Assunção, usam o mesmo look

Passeios e brincadeiras

Fazer com que o bichinho se exercite, faz com que ele gaste energia, ficando mais cansado quando chegar em casa. Caso ele ainda não possa sair por não ter tomado todas as vacinas, vocês podem brincar juntos em casa. Dessa forma, o animal descarrega sua energia antes de ficar sozinho e acaba cochilando enquanto você estiver fora.

Independência

O cão deve aprender a não precisar de você para tudo. Então, mesmo quando tiver em casa, é importante não dar atenção para o bichinho o tempo todo. Ele precisa entender que você tem outras ocupações e que, mesmo assim, ele ficará bem. É claro que dar atenção para seu animalzinho é importante, pois carinho é fundamental para que os cachorros cresçam seguros e sentindo-se amados, mas ficar com ele o tempo todo que estiver em casa apenas fará com que ele sinta ainda mais a sua falta na sua ausência.

Leia também: 30 receitas para um almoço de última hora

Reforço positivo

Ainda que seja preciso educar o cachorrinho para que ele se comporte, também é muito indicado não repreendê-lo toda vez que ele fizer algo errado. Gritar com ele só aumentará o estresse do bichinho, podendo causar um estresse crônico. Chamar a atenção só vale quando o animal é pego no flagra fazendo algo errado. Outra indicação é elogiar quando ele acerta, fazendo carinho ou oferecendo um petisco, assim ele compreenderá melhor o que é certo e errado.

Pouco a pouco

Para que o cachorro se acostume com a ideia de que ficará sozinho por muito tempo, você pode começar saindo de casa por um espaço curto de tempo, aumentando gradativamente. Primeiro 20 minutos, depois quarenta, depois duas horas… Lentamente ele vai vendo que consegue passar um tempo sem a sua presença – e que você sempre volta – e acaba se acostumando.

Leia mais: Confira como foi o casamento de Isis Valverde e André Resende

Recepções menos calorosas

É quase irresistível não dar bola para a festa que o cãozinho faz quando você chega em casa. No entanto, o ideal é evitar ao máximo demonstrar animação em excesso para que o seu retorno não se torne um momento tão incrível a ponto do animal ficar ansioso por ele o tempo todo. Ao sair, o melhor também é não se despedir. As suas entradas e saídas de casa devem ser corriqueiras – e não um evento.

Caminha própria

Outra maneira de acalmar seu cachorrinho é providenciar uma caminha confortável, onde ele possa se aconchegar e se sentir acolhido. Dessa forma, quando você não estiver presente, ele não ficará subindo nas camas das pessoas que vivem na casa e nem nos sofás.

Leia mais: Acessórios de cabelo para aquecer você neste inverno

Distrações

Brinquedos também são uma solução muito eficaz. Os cães ficam entediados depois de certo tempo sozinhos e acabam mordendo móveis e objetos para se distrair. Dando-lhe um brinquedo para morder, como aqueles de plástico que fazem barulho e ossos para mastigar, ele pode colocar seu empenho e desestressar enquanto brinca, ao invés de atacar os pés das mesas.

Alguém em casa?

Como último recurso, você sempre dar a sensação que alguém ainda está em casa, no caso de seu animalzinho ainda demonstrar muita ansiedade. Deixar a TV ligada, um CD tocando no rádio ou até mesmo alguma luz acesa já ajuda a resolver o problema por um tempo. Outra dica é deixar uma camiseta com seu cheiro por perto, pois isso fará com que ele se sinta acolhido.

Siga CLAUDIA no Instagram

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s