6 maneiras de ensinar as crianças a cultivarem a amizade

A importância da amizade entre crianças é incalculável: são esses laços pioneiros que inauguram os relacionamentos fora do círculo familiar e representam um importante passo em direção ao amadurecimento e desenvolvimento infantil para uma boa socialização

Comemora-se no dia 20 de Julho, nos quatro cantos do mundo, o Dia do Amigo e Internacional da Amizade, e há alguma sensação melhor na vida do que saber que – nos momentos bons ou ruins – sempre teremos pessoas especiais ao nosso lado para nos apoiarem? E o mais surpreendente é que algumas – coloque aqui as mais significativas – histórias de companheirismo começaram quando somos pequenos: os tão conhecidos amigos de infância. 

A importância da amizade entre crianças é incalculável: são esses laços pioneiros que inauguram os relacionamentos fora do círculo familiar e representam um importante passo em direção ao amadurecimento e desenvolvimento infantil para uma boa socialização. Afinal, do que é feita a nossa existência se não de relações com outras pessoas? 

É por esta razão que Marco Gregori, idealizador do bem-sucedido método educacional Rede VIAe, aplicado a três mil alunos da capital paulista, dá a letra de seis diferentes maneiras para incentivar os filhos a prezarem pelos amigos. “Com a amizade, eles aprendem a conviver com os outros, a dividir os brinquedos, a lidar com diferenças, a criar empatia e respeito pelo próximo, além de entender na prática o efeito da colaboração. São habilidades socioemocionais necessárias para a sobrevivência no século 21 e que farão diferença no futuro”, explica Marco. Confira: 

Leia mais: Essas duas mulheres são melhores amigas há 71 anos. 

1. Incentive os pequenos a compartilharem seus brinquedos com os amigos

Essa é uma dica valiosíssima, pois além de ensiná-lo a não ser egoísta, caso bem-sucedida, plantará nele a sementinha de valores como a empatia, a coletividade e o bem-comum, que serão levados por toda a vida. Se o seu pequeno é filho único, ensiná-lo a dividir é ainda mais importante para que não cresça bitolado achando que tudo é dele e que não é possível compartilhar a felicidade. 

2. Estimule a demonstração de afeto e carinho e mostre que a amizade deve ser cultivada diariamente

Ensine a eles, desde pequenos, que quem gosta demonstra – porque ninguém é obrigado a adivinhar, não é mesmo? Os laços de quaisquer relações humanas são estreitados através de gestos, então nada mais justo do que fazê-los valorizar – diariamente – os amiguinhos que possuem, e não apenas em datas especiais como aniversários ou festinhas da escola.  

3. Permita que a criança traga amigos para casa ou visite seus amigos

Esse conselho também é extremamente fundamental para que laços mais fortes sejam criados entre as crianças, pois apenas com a convivência na escolinha, é muito difícil que elas possuam uma afinidade maior. Além de proporcionar uma maior proximidade entre os dois, o simples fato dos pequenos frequentarem a casa uns dos outros ou passearem juntos os coloca em contato com realidades diferentes – o que certamente enriquecerá as experiências sociais do seu filho. Aprender a respeitar não só o outro, como também seu espaço e a sua família são valores muito prezados nos dias de hoje – em qualquer aspecto ou relação. 

4. Explique que a criança pode ser ela mesma com os amigos

Este é um ponto importante: os pequenos, geralmente aqueles que possuem um comportamento com traços mais tímidos ou introspectivos, sentem-se envergonhados com qualquer coisinha. É importante que seja ensinado a ele que não há necessidade de fingir o que não é para ser amigo dos outros ou considerado “legal” por um grupo de colegas. A auto-confiança é um dos valores mais importantes na construção de um indivíduo, portanto não deixe que passe batido. Aprender a conviver com as diferenças é, de longe, a principal causa da maioria dos problemas mundiais, já parou para pensar nisso?

5. Lembre os pequenos que amizade não evita conflitos pontuais

Conflitos, confusões e decepções são algumas das três situações que mais nos acompanham durante toda a vida, e porque na infância seria diferente? Muito provavelmente os motivos diferem, são bem mais simples, mas é sempre importante ressaltar a eles que a pior maneira de resolver qualquer atrito é por meio de brigas. Ensine-os a respeitarem uns aos outros acima de tudo, pedirem desculpas quando estiverem errados e resolverem seus problemas com os amigos por meio de um diálogo sincero.

6.  Estimule os pequenos a torcerem pelos amigos e perceberem como a vitória deles faz bem

O altruísmo é um dos valores mais raros, fundamentais e transformadores nos dias de hoje. Ensinar aos nossos filhos que nada se consegue sozinho e que desejar o bem do amigo faz bem a si mesmo talvez seja a tarefa mais difícil de todas, mas é necessário persistir como nunca neste ponto.