Muçulmana doa 1 dólar para Unicef a cada comentário maldoso recebido nas redes sociais

Cansada de receber tweets regados a ódio, Susan Carland resolveu transformar o insulto em boa ação

A australiana Susan Carland, casada com o apresentador de TV de mesma nacionalidade Waleed Aly, encontrou uma solução para lá de positiva para os chamados haters (pessoas que fazem, com frequência, comentários agressivos e sem muito critério aos outros, principalmente nas redes sociais).

Ao invés de se revoltar ou corresponder o ódio recebido através de tantos comentários cruéis, principalmente pela sua religião, ela decidiu transformar a maldade em boa ação e se comprometeu a doar 1 dólar à UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) a cada vez que fosse agredida na internet. 

“Eles acham que, por eu ser uma mulher muçulmana, eu devo amar opressão, assassinato, guerra e sexismo”, diz ela. 

Entre os comentários agressivos, Susan recebe pedidos para deixar a Austrália, desejos de morte, insultos pela sua aparência – principalmente por causa de seu hijab (véu islâmico), entre outras.