CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Klara Castanho: entenda o caso e como ele se tornou público

Mesmo que a lei garanta sigilo absoluto no processo de entrega direta para adoção, a intimidade de Klara Castanho foi exposta

Por Da Redação Atualizado em 26 jun 2022, 12h45 - Publicado em 26 jun 2022, 12h39

Através de suas redes sociais, Klara Castanho, de apenas 21 anos, publicou uma carta aberta onde revelou ter sido estuprada. Após sofrer o abuso sexual, a jovem engravidou e decidiu entregar o bebê diretamente para adoção. A seguir, você confere a postagem da atriz:

View this post on Instagram

A post shared by Klåra Cåstanho (@klarafgcastanho)

Como mulher, eu fui violentada primeiramente por um homem, e agora, sou reiteradamente violentada por tantas outras pessoas que me julgam. Ter que me pronunciar sobre um assunto tão íntimo e doloroso me faz ter que continuar vivendo essa angústia que carrego todos os dias”, diz Klara em carta extremamente sensível.

A estrela contou que chegou a tomar a pílula do dia seguinte e realizou alguns exames após ser vítima da violência sexual. Porém, alguns meses se passaram, e ela começou a passar mal. Ao investigar, os médicos suspeitaram que poderia ser uma gastrite, mioma ou hérnia estrangulada.

Contudo, durante a realização de uma tomografia, o procedimento foi interrompido às pressas: “Fui informada que eu gerava um feto no meu útero. Sim, eu estava quase no término da gestação quando eu soube. Foi um choque. Meu mundo caiu. Meu ciclo menstrual estava normal, meu corpo também. Eu não tinha ganhado peso nem barriga”, explicou.

A partir daí, Klara sofreu agressões psicológicas por parte da equipe médica: “O médico não teve empatia por mim. Me obrigou a ouvir o coração da criança, e disse que 50% do DNA eram meus e que eu seria obrigada a amá-lo. […] Ainda anestesiada do pós parto, fui abordada por uma enfermeira que estava na sala de cirurgia: ‘Imagina se tal colunista descobre essa história’. Eu estava dentro de um hospital, um lugar que era para supostamente me acolher e proteger”, desabafou.

A jovem realizou a entrega voluntária para adoção, que é um direito previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA): “Passei por todos os trâmites: psicóloga, ministério público, juíza, audiência – todas as etapas obrigatórias. Um processo que, pela própria lei, garante sigilo para mim e para a criança.”

Leo Dias e Fontenelle: como estão envolvidos?

Tanto Leo Dias quanto Fontenelle estão entre os assuntos mais comentados nas redes sociais. Ambos criticaram e ajudaram a expor a menina previamente. Em entrevista exibida no dia 16 de junho no “The Noite”, comandado por Danilo Gentili no SBT, o colunista afirmou ter uma informação “inacreditável” acerca de uma atriz, chegando a declarar que a “conta” dela iria chegar, já que o caso “envolvia vidas”. Confira o vídeo:

Continua após a publicidade

Já Fontenelle declarou em uma live que uma atriz global de 21 anos teria engravidado e doado o bebê para adoção: “Ela não quis olhar para o rosto da criança”, disse aos seus milhares de seguidores. Mesmo sem citar o nome de Klara, os internautas rapidamente associaram as declarações à atriz, e começaram a atacá-la intensamente. Por conta da onda crescente de ódio e mentiras sobre o caso, Castanho sentiu a necessidade de compartilhar o que realmente havia acontecido.

Apoio de artistas

Após a enorme repercussão nas redes sociais, Klara foi acolhida por artistas que se solidarizaram com o ocorrido. Personalidades como Paolla Oliveira, Zezé Motta e Ludmilla enviaram mensagens de apoio e carinho para a menina. Veja a seguir:

Continua após a publicidade

Publicidade