Adolescente é condenada por racismo contra Titi Gagliasso

A menor de idade confessou o crime em 2016 e, agora, recebe sua pena

Uma adolescente de Guarulhos, região metropolitana de São Paulo, foi presa após confessar, em 2016, ter feito comentários racista contra Titi, 4 anos, filha dos atores Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso. Na época, casal prestou queixa contra as ofensas e a menor de idade foi identificada. A autora foi condenada pela Vara da Infância e da Juventude do Rio de Janeiro e terá que pagar pena de liberdade assistida por seis meses.

A advogada do casal Mariana Zonenschein confirmou a informação ao Estadão. “Foi decretada pena de liberdade assistida por seis meses, pois a ré é primária e demonstrou profundo arrependimento”, disse. Segundo ela, um orientador, com o apoio e supervisão da autoridade competente, deve realizar algumas atividades com a adolescente neste período de seis meses. Sua frequência e aproveitamento escolar serão supervisionados, bem como ela e sua família receberão orientações e, caso necessário, serão inseridas em um programa de assistência social.