Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

A evolução dos vestidos de noiva da família real britânica

Desde 1840, com o casamento da Rainha Victoria, os vestidos reais vêm inspirando o mundo da moda

Por Da Redação - Atualizado em 19 jul 2020, 12h33 - Publicado em 17 Maio 2018, 17h01

Os memoráveis vestidos de noiva usados pela família real britânica nem sempre tiveram a mesma modelagem, mas inspiraram estilistas e futuras noivas no mundo inteiro. Rendas e mangas compridas são alguns dos itens que não podem faltar nos vestidos da realeza. Porém, ao longo das gerações, eles passaram por uma releitura fashion.

Confira quais foram as mudanças nos vestidos de noiva da família real:

Rainha Victoria

Em 1840, Victoria escolheu se casar com um vestido de renda branco com o príncipe Albert. A opção provocou um impacto no mundo da moda, já que a cor branca em vestidos de noiva não era comum na época – veio dela a tradição. 

Os detalhes do vestido foram inspirados em flores de laranjeira para representar a “pureza” da noiva e a cor clara foi selecionada para realçar as rendas feitas a mão de seu vestido. 

Ela ainda impôs à todos os outros que não usassem a mesma cor, tornando o branco uma exclusividade da noiva. Victoria escolheu o tom exatamente porque fugia de todos os padrões.

Veja mais: Como a rainha Victoria influencia os casamentos até hoje

Rainha Elizabeth II

Com um véu de, aproximadamente, 4,5 metros e um vestido de cor crème, Elizabeth II se casou com o príncipe Philip em 1947. 

O vestido foi feito inteiramente de seda marfim e decorado com 10.000 sementes de pérolas. Quem foi o responsável pela criação dele foi o estilista Norman Hartnell, que se inspirou na obra de Sandro Botticelli, chamada “Primavera”, para criar a roupa.

Reprodução @royal_collection_trust/Instagram

Lady Di

O icônico vestido de noiva da princesa Diana só foi revelado no dia da sua cerimônia com o príncipe Charles, em 1981.

Ele foi modelado com muita renda nas bordas e seda. Como ícone fashion principal, as mangas bufantes marcaram presença no seu visual.

Continua após a publicidade

Lady Di também não poupou tecido para a cauda do seu vestido, mas a sutileza dos detalhes da roupa trouxe modernidade ao visual.

 

Reprodução @theroyalfamily

Kate Middleton

Para seu casamento com o príncipe William, em 2011, Kate optou por um vestido moderno e estruturado ao seu corpo. 

O look era composto por um corpete marfim com decote em “v” bordado em renda e o vestido possuía mangas longas feitas de renda também. Muitos disseram que a inspiração teria sido o modelo usado por Grace Kelly ao se casar com o príncipe Rainier III de Mônaco em 1956.

Pascal Le Segretain / Staff/Getty Images

Meghan Markle

Getty/Getty Images

Minimalista e elegante, o vestido escolhido por Meghan Markle para se casar com o Príncipe Harry, em 19 maio de 2018, surpreendeu a muitos. A criação é da estilista britânica Clare Waight Keller, à frente da grife Givenchy. O modelo ficou bem famoso por seu corte minimalista e por seu véu de 5 metros de comprimento todo bordado.

A escolha por Clare é em si uma afirmação de Meghan. Clare é a primeira mulher a assumir a Givenchy, casa de alta-costura francesa, desde sua criação, em 1952. Ela foi muito elogiada pela crítica após seu primeiro desfile, em janeiro de 2018. Houve quem dissesse que ela estaria resgatando a moda de alta-costura. Meghan estaria tomando outra atitude feminista, apoiando mulheres em posição de liderança.

Especula-se que o valor do vestido chegue a 100 mil libras. Sobre a tiara, contrariando as expectativas de que usaria uma de sua sogra, Diana, ela optou por um adereço feito para a rainha Mary em 1932. O diamante central do acessório foi dado à monarca em 1893.

Princesa Beatrice

casamento - beatrice neta rainha
Na foto, Rainha Elizabeth e Príncipe Philip aparecem ao lado dos noivos Beatrice e Edoardo Foto: Twitter/@RoyalFamily/Benjamin Wheeler/Reprodução

A última solteira entre os Windsors, a princesa Beatrice, que se casou em segredo no dia 17 de julho de 2020, na Inglaterra. A primogênita de Sarah Ferguson e príncipe Andrew  é a nona na sucessão à Coroa Real Britânica, logo atrás de Archie, filho de Meghan e Harry. No jargão Real, é uma ‘princesa verdadeira’, porque seu título é de nascença e não veio por casamento. Ainda assim, Beatrice e sua irmã, Eugenie, tiveram uma vida relativamente discreta em comparação aos primos.

Num estilo vintage e romântico, o vestido de Beatrice chamou a atenção não só pela beleza, mas também por sua história. O modelo pertence ao acervo da própria Rainha Elizabeth II, sua avó.

Desenhado pelo inglês Norman Hartnell, o requintado vestido de marfim é feito de tafetá paduasoy e leva aplicação de muitas pedrarias. A peça foi remodelada por Angela Kelly e Stewart Parvin e usada pela monarca em 1967, na abertura do Parlamento. Além do traje, a tiara usada pela noiva também pertence a Elizabeth. Batizada de ‘Queen Mary’s Fringe Tiara‘, a joia foi utilizada pela primeira vez em 1947, quando Elizabeth se casou com o Príncipe Philip.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade