Clique e assine com até 75% de desconto

A evolução dos vestidos de noiva da família real britânica

Desde 1840, com o casamento da Rainha Victoria, os vestidos reais vêm inspirando o mundo da moda

Por Da Redação Atualizado em 19 jul 2020, 12h33 - Publicado em 17 Maio 2018, 17h01

Os memoráveis vestidos de noiva usados pela família real britânica nem sempre tiveram a mesma modelagem, mas inspiraram estilistas e futuras noivas no mundo inteiro. Rendas e mangas compridas são alguns dos itens que não podem faltar nos vestidos da realeza. Porém, ao longo das gerações, eles passaram por uma releitura fashion.

  • Confira quais foram as mudanças nos vestidos de noiva da família real:

    Rainha Victoria

    Em 1840, Victoria escolheu se casar com um vestido de renda branco com o príncipe Albert. A opção provocou um impacto no mundo da moda, já que a cor branca em vestidos de noiva não era comum na época – veio dela a tradição. 

    Os detalhes do vestido foram inspirados em flores de laranjeira para representar a “pureza” da noiva e a cor clara foi selecionada para realçar as rendas feitas a mão de seu vestido. 

    Ela ainda impôs à todos os outros que não usassem a mesma cor, tornando o branco uma exclusividade da noiva. Victoria escolheu o tom exatamente porque fugia de todos os padrões.

    Veja mais: Como a rainha Victoria influencia os casamentos até hoje

    Rainha Elizabeth II

    Com um véu de, aproximadamente, 4,5 metros e um vestido de cor crème, Elizabeth II se casou com o príncipe Philip em 1947. 

    O vestido foi feito inteiramente de seda marfim e decorado com 10.000 sementes de pérolas. Quem foi o responsável pela criação dele foi o estilista Norman Hartnell, que se inspirou na obra de Sandro Botticelli, chamada “Primavera”, para criar a roupa.

    Reprodução @royal_collection_trust/Instagram

    Lady Di

    O icônico vestido de noiva da princesa Diana só foi revelado no dia da sua cerimônia com o príncipe Charles, em 1981.

    Ele foi modelado com muita renda nas bordas e seda. Como ícone fashion principal, as mangas bufantes marcaram presença no seu visual.

    Continua após a publicidade

    Lady Di também não poupou tecido para a cauda do seu vestido, mas a sutileza dos detalhes da roupa trouxe modernidade ao visual.

     

    Reprodução @theroyalfamily

    Kate Middleton

    Para seu casamento com o príncipe William, em 2011, Kate optou por um vestido moderno e estruturado ao seu corpo. 

    O look era composto por um corpete marfim com decote em “v” bordado em renda e o vestido possuía mangas longas feitas de renda também. Muitos disseram que a inspiração teria sido o modelo usado por Grace Kelly ao se casar com o príncipe Rainier III de Mônaco em 1956.

    Pascal Le Segretain / Staff/Getty Images

    Meghan Markle

    Getty/Getty Images

    Minimalista e elegante, o vestido escolhido por Meghan Markle para se casar com o Príncipe Harry, em 19 maio de 2018, surpreendeu a muitos. A criação é da estilista britânica Clare Waight Keller, à frente da grife Givenchy. O modelo ficou bem famoso por seu corte minimalista e por seu véu de 5 metros de comprimento todo bordado.

    A escolha por Clare é em si uma afirmação de Meghan. Clare é a primeira mulher a assumir a Givenchy, casa de alta-costura francesa, desde sua criação, em 1952. Ela foi muito elogiada pela crítica após seu primeiro desfile, em janeiro de 2018. Houve quem dissesse que ela estaria resgatando a moda de alta-costura. Meghan estaria tomando outra atitude feminista, apoiando mulheres em posição de liderança.

    Especula-se que o valor do vestido chegue a 100 mil libras. Sobre a tiara, contrariando as expectativas de que usaria uma de sua sogra, Diana, ela optou por um adereço feito para a rainha Mary em 1932. O diamante central do acessório foi dado à monarca em 1893.

    Princesa Beatrice

    casamento - beatrice neta rainha
    Na foto, Rainha Elizabeth e Príncipe Philip aparecem ao lado dos noivos Beatrice e Edoardo Foto: Twitter/@RoyalFamily/Benjamin Wheeler/Reprodução

    A última solteira entre os Windsors, a princesa Beatrice, que se casou em segredo no dia 17 de julho de 2020, na Inglaterra. A primogênita de Sarah Ferguson e príncipe Andrew  é a nona na sucessão à Coroa Real Britânica, logo atrás de Archie, filho de Meghan e Harry. No jargão Real, é uma ‘princesa verdadeira’, porque seu título é de nascença e não veio por casamento. Ainda assim, Beatrice e sua irmã, Eugenie, tiveram uma vida relativamente discreta em comparação aos primos.

    Num estilo vintage e romântico, o vestido de Beatrice chamou a atenção não só pela beleza, mas também por sua história. O modelo pertence ao acervo da própria Rainha Elizabeth II, sua avó.

    Desenhado pelo inglês Norman Hartnell, o requintado vestido de marfim é feito de tafetá paduasoy e leva aplicação de muitas pedrarias. A peça foi remodelada por Angela Kelly e Stewart Parvin e usada pela monarca em 1967, na abertura do Parlamento. Além do traje, a tiara usada pela noiva também pertence a Elizabeth. Batizada de ‘Queen Mary’s Fringe Tiara‘, a joia foi utilizada pela primeira vez em 1947, quando Elizabeth se casou com o Príncipe Philip.

     

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade