Conheça as 10 dietas mais pesquisadas no Google

Dieta da papinha, lancheira e até do vinagre! Saiba quais são as dietas da moda e descubra se elas realmente funcionam

Ao pesquisar receitas para emagrecer na internet, nem sempre sabemos se elas são 100% confiáveis, eficazes e, principalmente, não prejudiciais à saúde. Por mais que dicas online sejam uma ótima forma de encontrar ideias interessantes e se inspirar, elas não substituem a ajuda e orientação de um profissional qualificado.

Por conta disso, a nutricionista Thayana Albuquerque resolveu listar as 10 dietas mais pesquisadas no Google, que vão de dieta da comida crua até dieta da papinha. Além disso, a profissional também explica se elas realmente funcionam! Confira:

1. Dieta sem glúten

Segundo a especialista, a proposta de retirar completamente a proteína da sua dieta não será a causa que fará com que o número da balança caia. “Quando as pessoas retiram o glúten, elas automaticamente retiram os pães e massas tradicionais e, consequentemente, consomem menos calorias. A redução do consumo de calorias pode emagrecer, e não o glúten.”, afirma Thayana. 

2. Dieta Dukan

O regime consiste em quatro fases: a primeira só é permitido comer alimentos ricos em proteínas, na segunda é possível introduzir alguns legumes e verduras. Já na terceira fase, a alimentação consiste em duas porções de frutas, além dos legumes e a proteína. Na quarta e última fase, a orientação é fazer 20 minutos de exercício físico por dia e repetir a primeira fase da dieta uma vez por semana. 

Por ser uma solução rápida para perder peso, a nutricionista alerta para o perigo da dieta. “Dukan é apenas uma dieta restritiva que atrasa todo o processo de transformação de hábitos saudáveis de vida”. 

3. Dieta da comida crua

Conhecido pelo nome de crudivorismo, os adeptos desta dieta não consomem alimentos industrializados, processados, nem com açúcares ou farinhas. Por isso, neste regime o intuito é a alimentação crua que valorize a harmonia com a natureza.

Entre os riscos que a especialista aponta para a dieta, estão: a grande chance de intoxicação alimentar por conta dos alimentos crus, além da falta de absorção de alguns nutrientes por conta da falta do cozimento de alguns produtos que precisam passar por um aquecimento anterior antes do consumo. 

4. Dieta do tipo sanguíneo

De acordo com Thayana, o regime segue as variações genéticas de cada indivíduo para estabelecer uma alimentação específica para cada tipo sanguíneo. “De todas é a dieta mais sem pé nem cabeça, pois se assim fosse não seria necessário avançar nos estudos da nutrigenética.”, aponta a especialista. 

5. Dieta da papinha

Já parou para pensar se comida de bebê é boa? Neste regime, você terá a oportunidade de experimentar várias vezes. A dieta consiste em substituir suas refeições diárias por uma porção de papinha de criança que possui pouca quantidade calórica.

6. Dieta do vinagre

“O vinagre pode ajudar se consumido antes das refeições em quantidades pequenas, pois ele melhora a digestão, diminui o colesterol ruim e ainda reduz o apetite.”, explica a nutricionista. 

A profissional também reforça a avaliação do trato gastrointestinal antes de iniciar a dieta.

7. Dieta da lancheira

Você tem o costume de fazer marmita ou levar o seu próprio almoço no trabalho ou faculdade? Segundo a especialista, organizar sua própria lancheira “é uma excelente opção para quem deseja ter uma boa rotina alimentar, pois requer habilidade essenciais como planejamento, disciplina e organização”, explica.

8. Dieta das 600 calorias

Este regime é simples: comer no dia o número total de 600 calorias. Não tem truque nem restrição, apenas uma quantidade que você deve se limitar. Porém Thayana alerta para os riscos com a dieta. “Com a diminuição de calorias, o organismo ainda funciona, porém, a pessoa provavelmente se sentirá cansada, sem energia e com mais fome, o que torna a dieta difícil de ser sustentada”. 

9. Dieta do suco de limão com pimenta

Acompanhado de um jejum prolongado, esta dieta é baseada apenas do consumo do suco de limão com pimenta. Porém, como diz a nutricionista, o erro neste regime esta justamente em ficar muitas horas sem comer e só ingerir a bebida. “Esta prática pode acarretar problemas graves à saúde e não deve ser estimulada”, aponta.

10. Dieta do ovo cozido

Comendo um ovo cozido antes da refeição, a dieta promete trazer mais saciedade na hora de você comer assim garante um emagrecimento mais rápido. Com tudo, a especialista não garante a longevidade do regime e, muito menos, uma restrição alimentar saudável.

E você, já testou alguma dieta famosa na internet? Como foi? Deixe seu relato nos comentários! 😉

 

Leia também: Granola caseira: como fazer a receita preferida de Ivete Sangalo

Iguaria nacional: pratos frescos e saborosos com azeites brasileiros

Siga CLAUDIA no Instagram

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s