Clique e assine com até 75% de desconto

Serguei: morre aos 85 anos ‘o rockeiro mais antigo do Brasil’

A diretoria do hospital em que Sergei faleceu informou que o motivo da morte foi problemas cardíacos.

Por Alice Arnoldi Atualizado em 15 jan 2020, 15h26 - Publicado em 7 jun 2019, 15h53

Conhecido como “o roqueiro mais antigo do Brasil”, Serguei morreu aos 85 anos nesta sexta-feira (7). O cantor estava internado desde maio e acabou falecendo no próprio Hospital Zilda Arns, em Volta Redonda (RJ). De acordo com o G1, a diretoria do hospital informou que a morte foi ocasionada por pneumonia, desnutrição e complicações senis, isto é, intensificação dos processos degenerativos do cérebro em decorrência da velhice. 

O problema do cantor começou em maio, quando foi internado por desidratação, desnutrição e infecção urinária no Hospital de Saquarema (RJ). Já no final do mês, ele foi transferido para Volta Redonda ao sofrer uma arritmia severa e insuficiência respiratória aguda.

Serguei ficou conhecido pelo estilo extravagante com roupas rasgadas, diversos acessórios, camisetas pretas, cabelos longos e maquiagem. A presença do cantor no rock ‘n’ roll foi tão intensa que ele se apresentou duas vezes no Rock in Rio – em 1991 e 2001. O destaque fica para o primeiro ano, quando ele fez um show solo no festival. 

O nome do cantor era um pseudônimo para Sergio Augusto Bustamente. A história por trás disso é de que, quando jovem, ele tinha um amigo russo que não sabia pronunciar o seu nome e acabou o apelidando do jeito que o tornou conhecido. 

Continua após a publicidade
Publicidade