Clique e assine com até 75% de desconto

Mulher que conversou com marido de Beyoncé é ameaçada de morte na internet

O que aconteceu com Nicole é um exemplo explícito de como mulheres continuam a ser colocadas como inimigas umas das outras.

Por Alice Arnoldi Atualizado em 15 jan 2020, 15h23 - Publicado em 7 jun 2019, 18h01

Na última quinta-feira (6), um meme problemático começou a rondar a internet. Beyoncé e Jay-Z marcaram presença no terceiro jogo das finais da NBA e o que era para ser apenas uma aparição do casal querido por muitos tomou outro rumo quando Nicole Curran, esposa do dono do time Golden State Warrior, Joe Lacob, conversou com o rapper.

Nos vídeos divulgados nas redes sociais, Beyoncé está ao lado do marido e de Nicole. Enquanto eles assistem ao jogo, a mulher ao lado da cantora conversa rapidamente duas vezes com o rapper. Enquanto isso, a cantora permanece prestando atenção no que estava acontecendo em quadra.

View this post on Instagram

Beyoncé e Jay-Z no jogo da Final da NBA agora. 🐝 Bey nos representando quando alguém fica de papinho com o nosso crush 🤣

A post shared by Beyoncé Now (@beyoncenow) on

Isso foi o suficiente para que muitos fãs começassem a usar a cena para dizer que a reação de Beyoncé é a verdadeira demonstração de quando alguém tenta dar em cima do crush. Já outros foram muito além e um grande problema se instaurou: Nicole chegou a ser ameaçada de morte e precisou até mesmo desativar as redes sociais para conter a situação.

A jornalista Ramona Shelburne, da ESPN, conversou diretamente com Nicole sobre assunto para entender o que realmente havia acontecido. Em uma sequência de tuítes, ela contextualizou toda a situação, em que as imagens foram usadas fora do contexto.

“Acabei de falar com Nicole Curran, a esposa do dono do Warriors, Joe Lacob, sobre o “incidente” com Beyoncé na noite passada. Ela estava em lágrimas. Disse que ela estava recebendo ameaças de morte na mídia social toda a noite, esta manhã, ela desativou sua conta de Instagram apenas para fazer isso parar”. 

Continua após a publicidade

Curran disse que não tinha ideia de que algo estava errado até que ela chegou em casa e começou a ver textos de amigos e checou sua mídia social. Ela convidou Jay Z e Beyoncé para o jogo 3-4 vezes antes. Ontem à noite ela diz que perguntou se eles queriam bebidas. Beyoncé pediu água e Curran disse que Jay Z pediu um refrigerante com vodka. Ela perguntou se ele queria limão junto. Só que estava alto em Oracle e ela não conseguia ouvi-lo, então ela se inclinou. Foi aí que aconteceram as fotos de Beyoncé olhando de soslaio para ela”. 

“Curran diz que ela foi buscar essas bebidas. “Não houve hostilidade. Eu estava tentando ser uma boa anfitriã ”, disse ela. “Eu nunca experimentei cyberbullying assim. Não acredito que nossos jogadores passem por isso. Que as crianças passem por isso”, terminou a jornalista sobre o assunto. 

Ainda que a luta pela consciência de que mulheres não são rivais esteja intensa, esse tipo de situação entre Beyoncé e Nicole mostra que ainda existe um eco forte dessa cultura que transforma figuras femininas em inimigas em prol da validação de um homem.

Ainda que mulheres tenham sido criadas para rivalizarem umas com as outras, isso não passa de um ensinamento social machista e não é algo biológico – argumento usado por muitos que incentivam essa rivalidade. Isso é um acalanto para lembrarmos que podemos quebrar esse ciclo de hostilidade e unir forças.

Continua após a publicidade
Publicidade