Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Meghan e Harry ganham processo contra paparazzis

Ação foi aberta por causa de fotografias tiradas enquanto Meghan passeava com Archie no Canadá

Por Da Redação 18 dez 2020, 19h42

Mais um batalha legal entre Meghan Markle, o príncipe Harry e uma agência de paparazzis pode ter chegado ao fim nesta sexta-feira (18), com a vitória dos duques de Sussex.

O casal havia processado a agência britânica Splash U.K. no começo do ano por causa de fotografias tiradas enquanto Meghan passeava com Archie, quando ainda moravam no Canadá.

Segundo informações do The Guardian, foi decidido em audiência remota que o ato configurou uma invasão ilegal de privacidade. Também foi determinado que a agência “não tirará nenhuma fotografia do Duque e da Duquesa ou de seu filho no futuro”.

“Este acordo é um sinal claro de que o comportamento ilegal, invasivo e intrusivo dos paparazzi não será tolerado e que o casal leva esses assuntos a sério – assim como qualquer família faria”, declarou um porta-voz do Schillings, escritório de advocacia que representou os Sussex.

No comunicado, ele também apontou que “uma ação simultânea e simular contra a Splash U.S., companhia irmã da Splash U.K., continua a tramitar no sistema judicial britânico.

Diante do tribunal, Jenny Afia, advogada de Meghan, observou que não havia interesse público nas fotos tiradas em um passeio familiar particular e que, um dia antes das imagens serem feitas, um fotógrafo da Splash havia realizado “uma inspeção de reconhecimento completo da casa” dos duques.

Segundo ela, o paparazzi teria caminhado “ao redor procurando identificar pontos de entrada e saída, e colocando sua câmera por cima da cerca para tirar fotos.”

Harry e Meghan já haviam ganhado em outubro um processo semelhante contra a agência X-17, que teve que destruir todas as fotos dos três na mansão de Los Angeles – em especial as que o pequeno Archie aparecia.

  • O que é mieloma múltiplo e como tratá-lo

    Continua após a publicidade
    Publicidade