Integrantes da banda Eagles of Death Metal falam pela primeira vez após atentado em Paris

A conversa é uma forma que a banda encontrou de falar sobre quem eles perderam, o que aconteceu naquela noite e para tentar entender o que todos eles podem fazer a partir de agora

Ainda em estado de choque com o que presenciaram, os integrantes da banda americana Eagles of Death Metal, que se apresentava no Bataclan, um dos locais que foi alvo de ataques terroristas no último dia 13, em Paris, ainda não tinham falado abertamente sobre o assunto.

Em entrevista ao VICE os integrantes, que conseguiram fugir pelo backstage, mas perderam, além de fãs que curtiam o show, quatro colegas de trabalho desabafam:

“As pessoas estavam se fingindo de mortas e estavam muito assustadas”, disse Jesse Hughes, vocalista da banda.

No vídeo, que será exibido na íntegra somente na semana que vem, pelo canal, ele descreve o triste cenário em que as pessoas corriam, desesperadas, em direção ao camarim na tentativa de se salvar – “todos foram mortos, com exceção de uma criança, que se escondeu embaixo da minha jaqueta de couro”, diz ele, bastante emocionado.    

“A grande razão pela qual foram tantos mortos é porque muitos não queriam deixar seus amigos e, então, se colocavam uns na frente dos outros”, conta.