Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

A mansão onde Harry e Meghan passaram as festas

O músico David Foster foi responsável por encontrar a isolada propriedade canadense onde o Duque e a Duquesa de Sussex terminaram 2019

Por Da Redação - 4 jan 2020, 16h16

O músico, compositor e produtor canadense David Foster revelou que ele foi a ponte responsável por encontrar a mansão onde Harry, Meghan Markle, sua mãe e Archie passaram as festas. A isolada casa, localizada na ilha de Vancouver, no Canadá, poussi um valor estimado de 14 milhões de libras (aproximadamente 75 milhões de reais).

Foster explicou que sua esposa, a atriz Katharine McPhee, que estudou com Meghan em Los Angeles, descobriu que o Duque e Duquesa de Sussex estavam precisando de um lugar discreto para passar o fim do ano e ele ficou feliz em ajudar. O músico afirmou que, como um cidadão do Canadá, que também possui a Elizabeth como sua monarca, ele se sentiu honrado em ajudar os membros da Família Real.

+Confira o que está bombando nas redes sociais

Foster não revelou, no entanto, quem é o proprietário multimilionário da mansão à beira-mar em North Saanich, um distrito rural da Colúmbia Britânica. A casa, de oito quartos, fica em um bairro murado. O musico afirmou, no entanto, que já conhecia a casa há nove anos e já a havia utilizado para suas próprias férias.

Continua após a publicidade

Harry e Meghan escolheram passar o primeiro Natal do pequeno Archie separados da Família Real, mas com a mãe de Meghan, Doria Ragland, no Canadá. Em anúncio oficial, o Duque e a Duquesa de Sussex explicaram que tinham o consentimento da Rainha e que o país da Commonwealth é importante para os dois. Meghan, inclusive, viveu ali enquanto atuava na série Suits.

Leia mais: Rainha Elizabeth posa para foto com seus três herdeiros

+Como foi o primeiro Natal do Archie

 

Publicidade