Perdi 25 quilos com a dieta do chá vermelho

Fui dos 82 quilos para os 57 e meu manequim despencou do 44 para o 38! Mudei toda a minha rotina e consegui ter uma vida mais saudável e feliz

Antes eu não parecia uma porquinha?  Agora estou muito satisfeita com meu corpo!
Foto: Gino Pascoato

Eu estava no terceiro ano da faculdade de Biomedicina. Entrava no estágio às 7h e saía às 18h direto pra faculdade. As aulas só terminavam às 23h35. E ainda tinha que sobrar tempo pra estudar, ficar com minha família e namorar… Não dava, era muita coisa, estressei geral!

Eu já não comia direito nem fazia exercícios. Nesse ritmo, fui dos 57 quilos para os 82 em menos de um ano. Vinte e cinco quilos a mais na balança. E isso pra quem tem só 1,63 m de altura, imagine!

Eu passava o dia à base de café e bolachinhas. Quando chegava à noite na faculdade, estava verde de fome e atacava tudo o que tinha na cantina. Aí era lanche, refrigerante, salgados… Muita fritura! Chocolate, então, era minha paixão. Fora que em época de prova eu ficava nervosa… Nossa, ninguém me segurava!

Engraçado é que sem perceber parei de usar calças jeans e minissaias e passei a comprar apenas roupas de tecidos que esticam, vestidos e leggings. Confesso que cheguei a pegar emprestadas calças da minha mãe, que usa 44!

Mais saboroso que o verde

Ninguém chegou pra mim e disse que eu estava gorda. E eu também não me pesava. A ficha só caiu quando meu irmão avisou, em fevereiro de 2008, que se casaria em maio do mesmo ano e me convidou para ser madrinha. Eu queria estar bem nas fotos e fui me pesar pra ver quão crítica estava a situação. A balança foi cruel: 82 quilos e uns quebrados! Era hora de tomar uma atitude séria, mudar totalmente meus hábitos.

Conversei com meu chefe e combinei que sairia no horário do almoço para ir à academia. Na volta, eu atacava uma porção generosa de salada e comia uma marmita bem equilibrada levada de casa. Troquei refrigerante por suco natural e restringi os doces aos finais de semana e festas.

Uma amiga soube que eu estava de regime e me falou do chá vermelho. Ela disse que era saboroso, mas fiquei com o pé atrás. Logo avisei que já tinha experimentado o chá verde e achado muito amargo. Ela me garantiu que o sabor era bem melhor. Tomei e adorei! Além de acelerar meu metabolismo, o chá vermelho breca minha vontade de comer doce.

Estou saudável, linda e muito feliz

Bom, não deu tempo de aparecer magrinha no casamento do meu irmão, mas em julho eu já tinha perdido 10 quilos. O cansaço e as dores nas pernas foram embora com o peso extra. Em maio deste ano cheguei aos 57 quilos! Ainda frequento a academia seis vezes por semana, só não vou aos domingos. E o melhor, não fiquei flácida!

Um grande incentivo foi minha mãe, aos 61 anos, me acompanhar na academia. É sempre legal ter alguém pra dar apoio. Mas as minhas conquistas vão muito além de um físico bem definido. Aprendi a organizar minha rotina para viver de forma mais saudável.

Dizer que foi fácil seria mentira. No começo eu ficava bem irritada, mas os resultados na balança sempre foram meu maior estímulo. Hoje sou uma pessoa muito mais equilibrada e feliz.