CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Apartamento pequeno com cores neutras e acabamentos amadeirados

No apê de 40 m², cores suaves e detalhes em madeira emolduram apenas itens que os moradores elegeram como essenciais, privilegiando o estilo e o conforto

Por Texto: Isis Gabriel Atualizado em 19 fev 2020, 12h10 - Publicado em 26 jul 2017, 17h16

Sem quebra-quebra e com muita praticidade – esse foi o pedido que a engenheira e designer de interiores Lisiane Scardoelli, do escritório Studio Cinque, recebeu do jovem casal dono deste apê em Porto Alegre. “Eles foram transferidos para outra cidade, mas queriam manter uma base na capital gaúcha, onde têm família”, explica a profissional. “Comecei com uma linha industrial, clean, depois inseri toques retrô”, aponta Lisiane, que apostou também na madeira para dar unidade visual e aconchego.
Sóbrio e com muito charme

Marcelo Donadussi/Divulgação

º “Pintamos apenas a superfície oposta ao sofá de azul (Mergulho Sereno, da Coral). Ainda assim, é um tom acinzentado, que não sai da paleta neutra que elegemos”, diz Lisiane.

º Parede e teto do hall de entrada foram revestidos de ripas de MDF com intervalos de 2 cm, onde foram embutidas duas luminárias de perfis de alumínio com LED.

Marcelo Donadussi/Divulgação

º O porcelanato claro no piso percorre todos os ambientes. “Escolhemos um modelo único (Minimum, 60 x 60 cm, da Eliane. Ladrilhart, R$ 97 o m²) para dar sensação de amplitude”, justifica.
º A metragem enxuta e o desejo do casal por espaços livres limitaram a escolha do mobiliário: entraram apenas itens básicose com design leve.
União de espaços e propostas

Marcelo Donadussi/Divulgação

º A planta original já contava com cozinha e sala integradas. “Funciona bem em imóveis compactos”, diz a profissional, que buscou manter a continuidade visual. Assim, a madeira volta a dar as caras no acabamento dos armários, enquanto os azulejos (Bella Vita GR, 8 x 25 cm, cor Lux Bold, da Cerâmica Portinari. Ladrilhart, R$ 82 o m²) cobrem a parede somente até certa altura – o bastante para proteger as superfícies de respingos.

Ilustração Alice Campoy/Minha Casa
Marcelo Donadussi/Divulgação

º A exemplo do banheiro, a cozinha tem o forro rebaixado para disfarçar as tubulações. O teto do hall de entrada foi nivelado, mas o dos demais ambientes não, já que isso traria sensação de confinamento.
Muito aconchego por aqui

º Seguindo a estética clean e neutra, a madeira entra para trazer o conforto que o quarto pede. O material abraça o armário, compõe a cabeceira e transforma-se em um convidativo banco. “Quando vi a janela em L, pensei em criar algo similar a uma bay window – tipo de janela saliente em relação à fachada, comum em casas norte-americanas -, e veio a ideia dessa estrutura”, comenta Lisiane.

º As paredes receberam um tom bege-acinzentado (cor Calcário, da Coral).

º No banheiro, foram mantidos os revestimentos originais. “Não seriam nossas escolhas, mas, no fim, fizeram boa parceria com o acabamento amadeirado da marcenaria”, considera.

Continua após a publicidade
Publicidade