Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

17 títulos que provam que os documentários são as grandes joias da Netflix

Chega de dizer que você não acha mais nada para assistir na Netflix. Abra seu coração para esses excelentes documentários!

Por Júlia Warken Atualizado em 16 jan 2020, 13h52 - Publicado em 22 Maio 2018, 19h24

Você é do tipo que torce o nariz para documentários? Então está na hora de rever os conceitos, amiga.

A própria Netflix tem produzido filmes e séries incríveis desse gênero. Para se ter uma ideia, desde 2015 o serviço de streaming vem emplacando documentários todos os anos na lista de indicados ao Oscar e, em 2018, teve dois entre os cinco nomeados – sendo que um deles, “Icarus”, faturou a estatueta.

Já vamos avisando que a maioria dos filmes aqui não é leve, mas essa é justamente a graça do gênero, já que os grandes documentários contemporâneos geralmente nascem da necessidade de denunciar algo. E tem uma penca de ótimas denúncias aqui.

Um bom documentário tem o poder de entreter e ensinar algo ao mesmo tempo, ou de nos inquietar e gerar reflexão sobre uma realidade que já conhecemos. Vale a pena dar uma chance ao gênero, ainda mais quando há tantos ótimos filmes no catálogo da Netflix.

Icarus

Esse filme recebeu o Oscar 2018 de Melhor Documentário é tornou-se a primeira produção da Netflix a receber o prêmio mais cobiçado do cinema. O mais louco do filme é que ele começa como uma coisa e acaba virando outra. De início, a proposta era mostrar como o sistema antidoping nos esportes é falho, mas o cineasta Bryan Fogel acabou descobrindo segredos obscuros que ligam o governo russo a fraudes que podem invalidar os resultados das últimas Olimpíadas.

Assista ao trailer legendado clicando aqui.

Wild Wild Country

No catálogo desde março, essa é a mais recente série documental lançada pela Netflix – e ela é ótima. “Wild Wild Country” conta a história absurdamente bizarra por trás da seita criada pelo guru Osho, um indiano que resolveu criar uma cidade do zero no interior dos EUA. Seguido por milhares de pessoas, inclusive alguns milionários de Hollywood, ele conseguiu erguer uma comunidade poderosa, mas MUITA treta aconteceu por causa disso.

Assista ao trailer legendado clicando aqui.

Embrace

A jornada de uma mulher em busca de autoaceitação acabou originando esse documentário maravilhoso sobre padrões de beleza feminina. Além de falar de gordofobia e da busca por uma perfeição inatingível, o filme também traz entrevistas muito inspiradoras com gente como Harnaam Kaur – uma mulher que resolveu assumir sua barba – e Turia Pitt – uma garota que teve 65% do corpo queimado.

Hot Girls Wanted

Aviso: esse documentário vai embrulhar o seu estômago (e é justamente por isso que ele é tão importante). O filme mostra os bastidores da indústria do pornô amador em Miami – e todo o seu esquema sórdido, que envolve abuso sexual e psicológico pesadíssimos. Antes de dizer “ah, mas ela gravou isso porque quis” assista a esse filme, que é obrigatório para qualquer um que queira entrar num debate sobre o que a indústria pornô representa na sociedade em que nós vivemos.

Assista ao trailer legendado clicando aqui.

https://www.youtube.com/watch?v=qTkEIGsNXu4

Making a Murderer

Essa foi a primeira série documental original Netflix a fazer sucesso e ela é realmente impressionante. Reunindo filmagens feitas ao longo de dez anos, “Making a Murderer” traz à tona um escandaloso caso de corrupção policial que fez um homem ser condenado por dois crimes hediondos que ele não cometeu. O filme foi indicado a seis Emmys e venceu quatro.

Cidade de Deus 10 Anos Depois

Gravado em 2013, o filme traz entrevistas com diversos atores de “Cidade de Deus” e mostra por onde eles andavam 10 anos depois do lançamento do mesmo. Spoiler: esse documentário é desolador, pois maior parte do elenco jamais saiu da pobreza. Mesmo tendo sido feito cinco anos atrás, “Cidade de Deus 10 Anos Depois” é atualíssimo, pois escancara o fato de os negros dificilmente ganham espaço na TV e no cinema, mesmo quando entregam atuações excelentes no filme nacional mais prestigiado da história.

Blackfish

Esse filme fez muita gente deixar de ir ao famoso parque SeaWorld, e é bem fácil entender a razão. De maneira corajosa, “Blackfish” não apenas denuncia a crueldade animal envolvida nos shows das orcas, mas também revela que o SeaWorld passou anos sendo displicente com a segurança dos profissionais do parque – o que acabou resultando em mais de uma morte. Com clima de tensão permanente, o documentário prende do início ao fim.

What Happened, Miss Simone?

Não espere grandes revelações, nem um formato inovador nesse filme, mas apenas não deixe de assisti-lo. O motivo? Ele conta a história de uma mulher inspiradora e que é pouco lembrada nos dias de hoje. Vale a pena conhecer melhor a trajetória da grande Nina Simone, nesse documentário que foi indicado ao Oscar em 2016.

Continua após a publicidade

https://www.youtube.com/watch?v=iuN3SGzLGmw

Cowspiracy

Esqueça os documentários que mostram a crueldade nos abatedouros para te convencer a ser vegano, pois “Cowspiracy” fala sobre a indústria da carne de um jeito muito diferente. Esse é um ótimo filme sobre política, economia e ecologia, daqueles que farão sua mente explodir aos pouquinhos. Por mexer num vespeiro que envolve gente muito poderosa, a produção tornou-se quase inviável, mas acabou chamando a atenção de Leonardo DiCaprio, que tornou-se produtor executivo do filme.

The Hunting Ground

Um filme sobre estupro que se chama “Território de Caça” obviamente não é leve e ele não sairá da sua cabeça tão cedo. Esse documentário fala especificamente sobre o alarmante número de estupros que acontecem dentro das universidades americanas e faz uma denúncia sobre o fato de que as instituições de ensino tentam varrer tais crimes para baixo do tapete. O filme rendeu a Lady Gaga uma indicação ao Oscar pela emocionante música “Til It Happens To You”, em 2016.

Virunga

Esse é mais um documentário eye opener (que em português significa literalmente “abridor de olhos”) produzido por Leonardo DiCaprio. E a gente já avisa que o filme vai partir seu coração ao meio. Ele retrata a realidade de uma reserva florestal no Congo que é um santuário de chimpanzés e está na mira da indústria do petróleo. Para além da questão ecológica, “Virunga” mostra o impacto devastador dessa exploração na vida das pessoas de lá. Foi indicado ao Oscar de Melhor Documentário, em 2015.

https://www.youtube.com/watch?v=UKBjIV1oN80

Strong Island

Indicado ao Oscar em 2018, junto com “Icarus”, esse é um daqueles documentários em que o diretor é também personagem. O cineasta Yance Ford mostra a saga de sua própria família, que busca justiça pelo assassinato do irmão dele. É um filme que retrata o racismo sob uma ótica intimista, sensível e arrasadora. Através dele, Yance tornou-se o primeiro transexual indicado ao Oscar.

Assista ao trailer legendado clicando aqui.

The True Cost

Sabe aquela blusinha pela qual você nem acredita que pagou 10 reais? Já parou para se perguntar como ela pode ser fabricada literalmente no outro lado mundo e, mesmo assim, custar tão pouco? É sobre isso que fala o documentário “The True Cost” – que significa “o verdadeiro preço”. O filme mostra as condições de trabalho da indústria têxtil em lugares como Bangladesh e fala sobre o consumo irresponsável de quem compra roupas baratas num ritmo compulsivo.

A 13ª Emenda

Quer mais filme indicado ao Oscar? Então pega esse aqui, que concorreu em 2017. Dirigido pela maravilhosa Ava DuVernay, ele mostra uma pesquisa profunda e corajosa sobre o sistema prisional americano. Parece distante da nossa realidade aqui no Brasil? Não é! Além de falar sobre racismo estrutural, a “A 13ª Emenda” é um filme totalmente obrigatório para quem quer entrar no debate sobre a privatização das prisões.

Cooked

Essa série em quatro episódios fala sobre o ato de cozinhar de um jeito como você nunca viu. Para início de conversa, “Cooked” aborda o assunto sob o aspecto científico, falando sobre os quatro elementos da natureza (um em cada episódio) e a relação deles com a culinária ao redor do mundo. Só que a série vai muito além disso e trata de questões antropológicas e culturais que estão intimamente relacionadas ao ato de preparar alimentos.

Assista ao trailer legendado clicando aqui.

Mercury 13

Feminismo para quê? “Mercury 13” é basicamente uma grande resposta para essa pergunta. Ele conta a história de 13 pilotas de avião que passaram com louvor em todos os testes para se tornarem astronautas, mas foram impedidas de realizar esse sonho, por serem mulheres. Isso rolou no início dos anos 1960 e o documentário traz muitas imagens de arquivo (com um festival indigesto de misoginia), além de entrevistas com as pilotas que ainda estão vivas – e você vai virar fã delas.

Assista ao trailer legendado clicando aqui.

Monkey Kingdom

Produzido pela Disneynature, esse documentário é uma delicinha de assistir – a as crianças também vão gostar. Ele mostra como vivem os macacos nativos do Sri Lanka, com imagens lindas e uma narrativa muito fofa. Ao contrário dos documentários tradicionais sobre natureza, os feitos pela Disney dão nomes aos bichos, contando uma história. Nesse, a heroína é a macaca Maia, que luta para sobreviver e criar seu filhote. Na Netflix também é possível assistir ao documentário da Disneynature sobre ursos.

Continua após a publicidade
Publicidade