Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Como aproveitar a crise para ganhar dinheiro

Afinal, não está fácil para ninguém, não é mesmo?

Por Priscila Doneda Atualizado em 21 jan 2020, 17h46 - Publicado em 19 out 2015, 08h33

Não tem como negar, o País está em crise e todos precisamos de alternativas para conseguirmos lidar com ela sem maiores problemas (e com otimismo, claro!). E por que não aproveitar essa situação para aumentar a renda e faturar ainda mais? “As crises geram oportunidades, todas elas”, explica o empresário, coach e palestrante Jaques Grinberg Costa. “Você pode ser promovido na empresa, montar o seu próprio negócio ou fazer o famoso ‘bico’ para ganhar um dinheiro extra. O importante é estar feliz, fazer o que gosta e quer fazer”, pontua o especialista.

Como buscar uma promoção?

“É na crise que as empresas encontram e percebem os melhores funcionários e líderes. É quando as companhias de sucesso crescem, enquanto as outras fecham as portas, culpando a crise”, expõe Jaques. De acordo com ele, é necessário observar se existem empresas do segmento em que você trabalha que estão ganhando dinheiro. “Provavelmente, a resposta será ‘sim’ e, neste caso, o problema é a falta de inovação, e não a crise”, coloca. Assim, se o que almeja é um cargo maior, é preciso fazer a diferença. “As empresas buscam funcionários que pensam, apresentam novas ideias e soluções inovadoras, mesmo que sejam simples. A era do funcionário que faz o que mandam acabou”, esclarece Jaques. “Dê ideias, apoie e ajude os colegas e até discorde do chefe se puder apresentar novas soluções para o assunto. Mas lembre-se: as empresas querem lucro, se você ajudá-la a ganhar mais, você também ganha”, ensina.

Como montar o seu próprio negócio?

Antes de qualquer coisa, Jaques alerta: “Como empresário, você provavelmente irá trabalhar muito mais do que como funcionário. No início, até aos sábados, domingos e feriados. Estar disposto é fundamental para o sucesso do seu novo negócio”. Tendo isso em mente, é hora de escolher o segmento em que deseja investir e avaliar se será um negócio próprio ou uma franquia. “A opção certa não existe, a escolha é sua. Pesquise bastante, converse com amigos empresários e visite empresas do segmento que você escolheu. Organize-se e monte o seu plano de negócio”, enumera o especialista. “Avaliar a viabilidade do negócio antes de abri-lo ajuda a diminuir o risco. E não esqueça do capital de giro para o início da operação, além de uma reserva para manter o padrão de vida da sua família”, atenta Jaques.

Como complementar a renda que já tenho?

Aqui, as opções são as mais variadas possíveis, incluindo a oportunidade de transformar o seu hobby em renda. Você pode dar aulas de alguma disciplina que domina, vender seus quitutes mais irresistíveis, desenvolver sites para microempresas, organizar festas e até comercializar toda a arte que você produzir, por exemplo. “Independente do que você faça, mesmo que seja só um ‘bico’, faça sempre o melhor que você pode. Invista tempo, dedicação, preparação e foco. Estude bastante a opção escolhida, converse com pessoas que já fazem ou querem fazer algo parecido e descubra no que eles já erraram e o que fizeram que deu certo“, dispara Jaques.

Mas será que vai dar certo?

E qualquer que seja a sua escolha, o especialista aposta: “Acredite no seu potencial! Todos podemos mudar agora as condições que não tivemos no passado. Nunca é tarde para um recomeço”, incentiva Jaques. “Tudo na vida demora e precisa de tempo para amadurecer. Faça tudo com planejamento e de forma honesta, o sucesso é consequência e, com certeza, virá. A persistência e foco irá ajudá-lo a alcançar o seu objetivo”, finaliza.

Continua após a publicidade
Publicidade