CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Quais cuidados básicos você deve ter com a pele ao viajar de avião

Tripulação, preparar para a decolagem!

Por Ketlyn Araujo Atualizado em 16 jan 2020, 06h12 - Publicado em 28 out 2018, 10h00

Trajetos ou distâncias pouco importam, já que entrar em um avião rumo aos mais diferentes destinos é garantir que a pele do rosto fique um pouco mais ressecada do que o considerado normal (se você já viajou em uma aeronave alguma vez na vida, deve ter percebido isso).

A explicação é simples e tem tudo a ver com o sistema de refrigeração dos aviões. Segundo a dermatologista Cláudia Miki, o ar bombeado para dentro da aeronave chega a temperaturas bem baixas – algo em torno dos 10°C -, assim como a umidade no avião, que equivale à encontrada em alguns dos desertos mais secos do mundo.

Tudo isso tem influência direta nos processos naturais do nosso corpo, como a troca de umidade feita entre a epiderme (camada mais externa da pele) e o ambiente, fazendo com que ocorra uma evaporação mais rápida da água presente na pele. Daí, como consequência, vem o ressecamento e a constante sensação de pele desidratada quando voamos.

Alberto Cordeiro, dermatologista especialista em laser, cosmiatria e tricologia diz, ainda, que os efeitos do ar-condicionado ligado por muitas horas, somados à ausência dessa troca de ar que ocorre em espaços regulares, vermelhidão e até descamações em pessoas de pele mais sensível podem ocorrer.

Ok, agora que você já sabe o que acontece com a sua pele quando entra em um avião, precisa entender quais produtinhos são indispensáveis na mala de mão para que a sua pele se mantenha hidratada até a chegada ao seu destino final – e os especialistas dão a letra a seguir.

A dica de ouro, antes de mais nada, é optar por embalagens menores e até miniaturas de produtos, para que as restrições de bagagem quanto ao transporte de líquidos ou outras substâncias não atrapalhem seu mini ritual de beleza a bordo. Partiu?

Bagagem prioritária: hidratante

Se tivéssemos de escolher apenas um item de beleza para carregar durante o voo, com certeza seria um creme hidratante facial, correspondente ao seu tipo de pele. Lembrando que ele precisa ser um pouquinho mais denso do que aqueles usados no dia a dia, já que desidratação ao voar vai acontecer de qualquer maneira.

Aplique sempre que sentir a pele ressecada ou, se preferir seguir uma ordem, passe uma camada generosa do creme no rosto antes de embarcar, antes de dormir no meio da viagem (principalmente em trajetos mais demorados) e quando sua chegada ao local de desembarque estiver se aproximando.

Quanto aos ativos e fórmulas, opte por aqueles que tenham o ácido hialurônico em sua composição, bem como resveratrol (derivado da semente de uva) e vitamina C – todos esses possuem ação antioxidante, contribuindo para prevenção do estresse cutâneo. Alberto recomenda, ainda, cremes que tenham melatonina na fórmula, já que a substância ajuda a regular o nosso “relógio biológico”.

Não se esqueça de hidratar as mãos, ainda mais se as suas tendem a ressecar. Caso possua o hábito vale, ainda, aplicar uma camadinha de creme para a região dos olhos pelo menos uma vez ao longo da viagem.

Continua após a publicidade

No necessáire: água termal e lencinhos de limpeza

Viagens longas – aquelas que duram mais de seis horas – demandam alguns cuidados com a pele além da aplicação do creme hidratante. Uma solução para manter o rosto sempre tinindo é borrifar água termal em diferentes momentos do voo. O hábito ajuda a proteger a pele dos efeitos do ar seco dentro da aeronave, além de promover uma sensação refrescante no rosto.

Se você é do tipo que não abre mão da maquiagem nem para viajar de avião, lembre-se de removê-la em algum momento da viagem. Para que isso seja feito de um jeito prático, carregue lencinhos demaquilantes ou de limpeza, higienize o rosto, passe uma camada de hidratante e finalize borrifando água termal.

Volte a passar a maquiagem apenas quando a chegada ao destino estiver próxima (uma hora antes do pouso), e prefira BB ou CC creams em vez de bases tradicionais, já que eles costumam ser mais hidratantes.

Durante o voo: protetor labial e muita água

A hidratação da pele também vem de dentro, e um jeito fácil de manter o rosto menos ressecado ao voar é ingerindo bastante água ao longo da viagem – Claudia Marçal, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da American Academy of Dermatology (AAD), recomenda uma garrafinha de água (300 ou 500 mL) por hora de voo.

Não deixe de hidratar os lábios. Além dos itens que já citamos como obrigatórios na malinha de mão, leve também um hidratante labial poderoso e aplique-o quando sentir a pele da boca ressecada, repetindo o processo após escovar os dentes e ao chegar no local de desembarque.

Se possível, evite alimentos muito salgados e gordurosos ao voar, pois podem resultar em inchaço na região dos olhos. Ah! E descanse o máximo que conseguir – se quiser, use uma máscara de dormir para ajudar. O sono é sempre importante, faz bem para a pele e evita a sensação de jet lag (uma espécie de cansaço ou distúrbio do sono após viagens de avião), muito comum em longos trajetos.

Tome nota:

Se você tem pele naturalmente seca, a hidratação ao viajar é redobrada, e o mesmo vale para pacientes em acompanhamento pós-procedimentos (como aplicações de laser, por exemplo), que estão com ela ainda mais sensível – para esses vale, inclusive, escolher produtos específicos para peles sensibilizadas.

Já quem tem pele oleosa deve tomar cuidado com produtos do tipo oil free, que no avião podem desidratar ainda mais a pele. Adstringentes e secativos, por exemplo, não são recomendados.

Pintou uma viagem longa na agenda? Comece a hidratar a pele com um pouquinho mais de atenção já na semana do embarque, para que ela não sofra tanto os efeitos negativos causados pelo ar da aeronave. Beba bastante líquido e procure manter uma alimentação composta por alimentos mais leves e saudáveis, evitando o consumo exagerado de substâncias como sal e cafeína.

E, recapitulando, leve no avião: creme hidratante para o rosto, creme para mãos, água termal, lenços de limpeza, protetor labial, BB ou CC cream (apenas se indispensáveis) e uma garrafinha de água para encher quando julgar necessário. Anotou? Boa viagem!

Continua após a publicidade
Publicidade